Temer liga para Bolsonaro para explicar vídeo com imitações do presidente

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
SAO PAULO, BRAZIL - AUGUST 12: President of Brazil Jair Bolsonaro and Brazil's former President Michel Temer, designated to represent Brazil in the mission to help Lebanon, talk during a visit to BASP (Sao Paulo Air Base) to accompany the Brazilian delegation's departure to Lebanon on August 12, 2020 in Sao Paulo, Brazil. Last week, an explosion in the port area of Beirut, the capital of Lebanon, left at least 160 dead and thousands injured. The delegation's mission is to deliver food, medicine and hospital supplies, including 100,000 surgical masks and mechanical respirators. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
Temer e Bolsonaro se encontraram no dia 9 de setembro, quando foi divulgada a "Carta à Nação", entendida como um recuo do presidente (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)
  • Após vídeo com imitação de Bolsonaro, Temer ligou para o presidente da República para dar explicações

  • Segundo Temer, humorista André Marinho imitou também João Doria, Ciro Gomes e Donald Trump

  • Ex-presidente jantou com empresários, políticos e jornalistas na casa de Naji Nahas na última segunda-feira, quando vídeo foi gravado

Depois da divulgação do vídeo do humorista André Marinho imitando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em um jantar, Michel Temer (MDB) ligou para Bolsonaro para dar explicações. O encontro com empresários, políticos e jornalistas aconteceu em São Paulo na última segunda-feira (13) e foi organizado pelo ex-presidente.

Segundo informações do jornal O Globo, Temer telefonou para Bolsonaro na terça-feira e explicou que o humorista havia imitado diversas personalidade além do presidente. Entre elas, estavam João Doria (PSDB), Ciro Gomes (PDT) e o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump.

Leia também:

Após o encontro na casa do empresário Naji Nahas, viralizou nas redes sociais a cena de André Marinho imitando Bolsonaro. Segundo o portal Poder360, o vídeo teria sido espalhado por Paulo Marinho, pai do humorista e ex-aliado – agora desafeto – de Bolsonaro.

“E essa cartinha que eu recebi, é tua?”, diz André Marinho a Temer. “Achei ela meio infantil, meio marica, eu estou achando que foi o Michelzinho que mandou para mim”, uma referência ao filho de Temer, de 12 anos.

“Cadê a parte que eu combinei contigo de queimar o STF? Cadê a parte que eu combinei de roubar as perucas do Fux? Cadê a parte que eu combinei de botar o pau de arara na Praça dos Três Poderes e dar de chicote no lombo de Alexandre de Moraes? Assim não vai dar!”

Assista:

Pedido de ajuda a Temer

As imitações, fazendo piada com Jair Bolsonaro, aconteceram cinco dias depois de o presidente recorrer a Michel Temer para apaziguar a crise com o judiciário, acentuada após discursos inflamados no 7 de setembro, quando Bolsonaro disse que não cumpriria mais ordens do ministro Alexandre de Moraes.

Temer foi a Brasília e escreveu a “Carta à Nação”, assinada por Bolsonaro. No documento, o presidente diz que não teve a intenção de criar um desconforto entre os poderes ou de desrespeitar o STF e os ministros da Corte.

Para muitos, a carta foi entendida como um recuo do presidente da República – o que decepcionou parte de sua base de apoio. Bolsonaro teve uma queda de popularidade nas redes sociais após o comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos