Temer recebe presidente da Macedônia e defende aumento do comércio bilateral

1 / 1
Temer recebe presidente da Macedônia e defende aumento do comércio bilateral

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Michel Temer recebeu nesta terça-feira (12) o presidente da Macedônia, Gjorge Ivanov, que veio ao Brasil para inaugurar oficialmente a primeira embaixada de seu país na América Latina, em Brasília.

Em discurso antes de almoço oferecido ao chefe de Estado, Temer disse que os dois países compartilham objetivos como o compromisso com a democracia e com os direitos humanos. O presidente brasileiro comemorou a escolha do Brasil para sediar a primeira embaixada da Macedônia na região.

Ao falar sobre as relações comerciais entre os dois países, Temer lembrou que o Brasil exporta para a Macedônia frango e carne bovina e disse esperar que o mercado do país se abra também para a carne suína brasileira. As informações são da Agência Brasil.

“Está em exame muito acentuado a possibilidade dessa importação. Esperamos que dê certo, esse é o nosso desejo”, disse Temer.

O presidente brasileiro também citou acordos assinados anteriormente entre os países. “Há cinco dias entrou em vigor nosso acordo de cooperação educacional, que tive o privilégio de assinar em 2013. Esse instrumento se soma a nosso acordo para isenção de vistos celebrado no ano passado. Ao possibilitar a livre circulação de pessoas, estamos possibilitando viagens de turismo e de negócios e criando condições para maior relacionamento entre brasileiros e macedônicos”, disse Temer.

COMÉRCIO BILATERAL

Em 2017, as exportações de produtos brasileiros para a Macedônia cresceram 23,7%, e as importações aumentaram 18,4%. Até novembro, o saldo comercial entre as nações soma US$ 15,2 milhões.

Da parte brasileira, o produto mais vendido é o frango, que corresponde a 97% das exportações para a Macedônia. O país europeu, por sua vez, vende ao Brasil principalmente equipamentos automotivos.

A Macedônia é um dos países balcânicos que tiveram origem na desintegração da Iugoslávia socialista, em 1991. O Brasil reconheceu a independência do país em 1995 e estabeleceu relações três anos depois. Em 2011, um acordo de isenção de vistos para aumentar o fluxo de turistas foi assinado entre as duas nações.