Temer se diverte com imitação de Bolsonaro em jantar com empresários e políticos; veja quem estava presente

·2 minuto de leitura

Na noite de segunda-feira (13), o ex-presidente Michel Temer (MDB) participou de um jantar com empresários, políticos e também jornalistas na casa do investidos Naji Nahas, em São Paulo. Durante o encontro, Temer se divertiu e riu com imitações que outro convidado fez do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A imitação cômica foi feita pelo humorista André Marinho, filho do político e ex-aliado – agora desafeto – de Bolsonaro, Paulo Marinho.

Leia também:

“E essa cartinha que eu recebi, é tua?”, diz André Marinho a Temer. “Achei ela meio infantil, meio marica, eu estou achando que foi o Michelzinho que mandou para mim”, uma referência ao filho de Temer, de 12 anos.

“Cadê a parte que eu combinei contigo de queimar o STF? Cadê a parte que eu combinei de roubar as perucas do Fux? Cadê a parte que eu combinei de botar o pau de arara na Praça dos Três Poderes e dar de chicote no lombo de Alexandre de Moraes? Assim não vai dar!”

Os presentes no encontro riem e aplaudem a imitação de André Marinho. Segundo informações do portal Poder360, estavam no encontro, além de Temer e André Marinho:

  • Paulo Marinho

  • Gilberto Kassab, presidente do PSD

  • Johnny Saad, presidente do Grupo Bandeirantes

  • Roberto D’Ávila, apresentador e diretor da GloboNews

  • Antonio Carlos Pereira, editorialista do jornal O Estado de S. Paulo

  • Naji Nahas, anfitrião do jantar, empresário e investidor

  • Raul Cutait, cirurgião do hospital Sírio-Libanês

  • José Yunes, advogado

Outras pessoas também estavam presentes. O vídeo teria sido gravado por Elsinho Mouro, marqueteiro de Temer.

Jantar foi organizado por Michel Temer e teve como convidados empresários, políticos e jornalistas (Foto: Reprodução)
Jantar foi organizado por Michel Temer e teve como convidados empresários, políticos e jornalistas (Foto: Reprodução)

A organização do evento foi do próprio Michel Temer e aconteceu quatro dias depois de o ex-presidente se encontrar com Bolsonaro para tentar acalmar os ânimos entre o presidente da República e o poder judiciário.

Temer foi o responsável por escrever a “Carta à nação”, divulgada por Bolsonaro na última quinta-feira (9). O texto prega harmonia entre os poderes, dois dias depois do 7 de setembro, quando Bolsonaro discursou contra o Supremo Tribunal Federal e contra os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

Divulgação do vídeo

Apesar de a gravação do vídeo do jantar ter sido feita por Elsinho Mouco, segundo o Poder360, a divulgação foi feita pelo empresário Paulo Marinho. Desafeto de Bolsonaro, ele divulgou a gravação para veículos de imprensa no final da noite de segunda.

Durante a campanha eleitoral de 2018, Marinho trabalhou para eleger Bolsonaro e a casa dele foi cedida como espaço para gravações dos programas eleitorais do então candidato.

As famílias romperam quando Marinho revelou que Flávio Bolsonaro teria recebido informações privilegiadas da Polícia Federal no caso das rachadinhas, quando Fabrício Queiroz foi preso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos