Temos que evitar novas restrições contra a Covid-19, diz presidência do G20

·1 minuto de leitura

VENEZA (Reuters) - O ministro da Economia da Itália, Daniele Franco, afirmou neste sábado que as variantes do coronavírus são uma grande preocupação para a economia global, mas que todos deveriam evitar novas restrições às vidas das pessoas no combate à pandemia.

"A única resposta é a vacinação", afirmou Franco, ao fim de uma reunião dos ministros das Finanças e presidentes dos bancos centrais do G20, em Veneza, sob a presidência italiana.

"A principal fonte de incerteza (econômica) está relacionada à pandemia e a novas variantes", afirmou Franco a repórteres, mas acrescentou que "todos concordamos que devemos evitar novas restrições ao movimento de cidadãos e ao estilo de vida".

O G20 não prometeu fundos extras na reunião para financiar vacinas a países mais pobres sob o risco de novas variantes da Covid-19, onde as taxas de vacinação são baixas, mas Franco afirmou que o grupo revisaria a questão em outubro.

Franco comemorou o endosso do G20 a um acordo "histórico" sobre onde e quanto grandes corporações deveriam ser taxadas, dizendo que produziria um "sistema mais justo e mais coordenado", embora os detalhes ainda precisem ser acertados.

(Reportagem de Francesco Guarascio e Gavin Jones)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos