Temperaturas descem aos -20 graus no leste da Ucrânia

O leste da Ucrânia sofreu as primeiras geadas severas este inverno, durante o fim de semana, com as temperatura a descerem aos -20 graus.

Na região de Toretsk permanecem cerca de 16.000 habitantes. A cidade fica a apenas 20 quilómetros de Bakhmut, onde se travam agora duros combates. A vida é difícil nesta cidade, a água chega em tanques e os alimentos são entregues em pontos de distribuição, enquanto as autoridades fazem o possível para manter aquecer as populações com recurso à eletricidade, apesar do racionamento que está a ser feito devido à guerra.

Uma habitante, de nome Lena, dizia que são os seus cães e gatos que a aquecem durante a noite, quando as paredes do seu apartamento estão cheias de gelos. "Vou sobreviver, durante a guerra, em 1941, as coisas eram ainda piores", desabafava.

Em Toretsk, há muitos edifícios da era soviética que têm deficiências em termos de isolamento. Lydia tem 70 anos e vive num deles. Diz ter fugido da sua aldeia natal, que se encontra mesmo no meio dos combates. Tem medo, "muito medo", a "situação é desesperadora" e as explosões "ensurdecedoras", mas não há nada que possa fazer.

Mais de 10 meses depois da invasão russa da Ucrânia é o general inverno que se impõe mas cabe às autoridades ucranianas apoiarem as populações para que estas resistam às temperaturas negativas com a falta de meios que existe para fazer face ao frio.