Tempestade Agatha deixa 11 mortos e mais de 20 desaparecidos no México

Onze pessoas morreram e mais de 20 estão desaparecidas após a passagem da tempestade Agatha no México. O fenômeno atingiu o estado de Oaxaca na segunda-feira como um furacão de categoria dois, mas foi rebaixado para um tempestade tropical no dia seguinte. Mesmo assim, foi o mais forte a atingir a costa do Pacífico do México no mês de maio desde que os registros começaram em 1949.

Overdose e suspeita de abuso da filha por xeque árabe: Quem é a ex-princesa do Catar encontrada morta na Espanha

Fortes chuvas provocaram deslizamentos de terra e inundações. Conforme as autoridades locais, a maioria das vítimas foi arrastada por rios ou soterrada. Agatha chegou à costa do México com rajadas de vento de até 169 km/h, mas perdeu força à medida que se movia para o interior do país. Nesta quarta-feira, todos os alertas de furacão foram descontinuados, mas os de tempestade tropical permaneceram em vigor em Puerto Escondido a Salina Cruz, no Sul.

Ataque no Texas: Professora fechou porta de escola, mas tranca não funcionou

Vilarejos em regiões nas montanhas estão entre os mais afetados. O prefeito de Santa Catarina de Xanaguía, que fica a quase 2 mil metros de altitude, disse que “houve muita destruição”.

— Estamos sem energia, as estradas estão danificadas e várias casas foram destruídas — disse à BBC.

Jubileu de Platina: saiba como serão as comemorações pelos 70 anos de reinado de Elizabeth II

A cidade de Santiago Xanica emitiu um pedido de ajuda dizendo que seus moradores precisavam de água potável, comida e roupas, além de assistência médica para várias mulheres grávidas. A ponte principal foi destruída e a região só pode ser acessada por aeronaves. Ao todo, seis moradores foram mortos e 10 estão desaparecidos.

A Comissão Federal de Eletricidade (CFE) informou que 70 mil usuários tiveram o abastecimento afetado em San Agustín Loxicha, Pluma Hidalgo, San Pedro Pochutla, Santo Domingo Ozolotepec, San Mateo Piñas, Santa María Tonameca e San Pedro Pochutla, dos quais 35% já foram restaurados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos