Tempestade de areia atinge cidades do interior de São Paulo

·1 minuto de leitura

Neste domingo (26), moradores de Ribeirão Preto, no norte do estado de São Paulo, acompanharam um fenômeno da natureza pouco comum: uma tempestade de areia. Segundo a meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) Andrea Ramos, os dias secos e quentes favoreceram a tempestade de areia.

“Estávamos com dias muito quentes e secos, o que favoreceu as rajadas de vento que, segundo o aeroporto local de Ribeirão Preto, chegou a 92 quilômetros por hora (km/h). A rajada de vento favoreceu a expulsão da poeira do chão, a onda quente favoreceu o aquecimento, com umidades abaixo de 20%. Então, todo esse ambiente favoreceu esse fenômeno, quando há o desenvolvimento vertical em que a poeira sai do solo e gera essa tempestade de areia", explicou Andrea.

"E teve chuva, quando passou a tempestade de areia foram registrados vários pontos de chuva, não só em São Paulo como em Minas Gerais”, acrescentou a meteorologista.

O fenômeno também foi registrado em Franca, Jales, Presidente Prudente e Araçatuba e em cidades do Triângulo Mineiro.

A meteorologista informou que não há previsão para que o fenômeno se repita nos próximos dias. “Para os próximos dias a previsão é de chuva, principalmente em outubro, considerado um mês chuvoso, não haverá ambiente que favoreça esse fenômeno novamente”, reforçou.

Veja o vídeo da Clima ao Vivo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos