Tempestade 'Ciara' castiga o oeste da Europa

1 / 2
Barco de pesca em frente ao farol de New Brighton, no noroeste da Inglaterra

Voos cancelados, ferries paralisados entre França e Inglaterra e partidas de futebol adiadas em vários países. A tempestade "Ciara" soprava com força neste domingo (9) no noroeste da Europa, sobretudo no Reino Unido, onde causou danos, inundações e cortes de gás e energia.

Na França, cuja região norte ficou particularmente exposta, 42 departamentos estão em alera laranja e a população foi convocada a evitar áreas de mata, a costa e a navegação.

No Reino Unido, o mais afetado por esta tempestade de inverno, os transportes aéreo, ferroviário e marítimo tiveram que ser interrompidos, devido às chuvas e às rajadas de vento de mais de 130 km/h.

Parte do país permanecia em alerta amarelo nesta segunda-feira, depois de ser colocado em alerta laranja pelos fortes ventos no domingo.

Segundo a organização profissional Energy Networks Association (ENA), no domingo à noite, 62.000 residências permaneciam sem eletricidade.

O Met Office registrou rajadas que beiraram os 150 km/h em Aberdaron, una aldea en el norte de Gales.

Em Stanmore (noroeste de Londres), Lindsey Wells, de 36 anos, tuitou uma foto e descreveu à agência britânica Press Association como viu um guidaste de construção dobrar-se em dois em uma obra.

Dezenas de voos foram cancelados e a British Airways oferece a seus clientes que viajam de ou para Londres o adiamento de seus deslocamentos neste domingo. A Virgin Atlantic também cancelou vários de seus voos do aeroporto londrino de Heathrow, o maior do país.

A força de "Ciara" permitiu que pelo menos três voos entre Nova York e Londres com vendo de cauda completassem o percurso em menos de cinco horas: um recorde para aeronaves normais, visto que o lendário Concorde o fazia em três horas aproximadamente.

Network Rail, proprietária da rede ferroviária britânica, recomendou evitar viagens de trens no domingo salvo "absolutamente necessário" e advertiu que o tráfego poderia prosseguir com perturbações até a manhã desta segunda. Várias empresas ferroviárias também decidiram reduzir as frequências de viagens e a velocidade dos trens, assim como cancelar alguns serviços na Escócia.

- Ferries interrompidos -

A navegação de ferries no Canal da Mancha, entre Calais (França) e Dover (Inglaterra) foi suspensa ao meio-dia deste domingo até nova ordem.

A tempestade "Ciara" também provocou adiamentos de várias partidas de futebol no Reino Unido e em outros países europeis, assim como o jogo Escócia-Inglaterra pelo torneio de rúgbi feminino das Seis Nações, bem como corridas de cavalos.

Na Irlanda, em alerta laranja com risco de inundações em áreas costeiras, dez mil casas, fazendas e lojas ficaram sem eletricidade.

Em Galway (oeste), a cerimônia de lançamento da cidade como Capital Europeia da Cultura 2020 foi cancelada na noite de sábado e a companhia aérea Aer Lingus apontou possíveis atrasos e cancelamentos de voos.

Na Alemanha, os aeroportos de Frankfurt, Berlim, Munique, Colônia e Hanôver suspenderam as atividades. Segundo os serviços meteorológicos, esta situação poderá continuar até as 18h locais (14h de Brasília) nesta segunda.

As principais linhas ferroviárias no país estavam paralisadas nesta segunda-feiras. A tempestade deixou vários feridos no país, incluindo três pessoas em estado grave.

A Deutsche Bahn prevê problemas nos trens durante todo o dia. Centenas de passageiros passaram a noite em trens parados nas estações.

No domingo, um trem que fazia o trajeto entre Amsterdã e Berlim, com 300 a 350 pessoas a bordo, colidiu com uma árvore caída na região de Emsland (oeste). Depois de duas horas, conseguiu chegar à estação mais próxima, Bad Bentheim.

Em Amsterdã, o aeroporto de Schipol anulou 240 voos neste domingo.

O transporte aéreo também foi afetado na Bélgica, com o cancelamento de cerca de 60 voos de ou para o aeroporto de Bruxelas.

Neste domingo foi decretado alerta laranja por ventos, o que pode causar danos em todo o país.

Em Bruxelas, os parques ficarão fechados até a segunda-feira e a liga de futebol belga anunciou o adiamento dos eventos programados para este domingo.

Em Luxemburgo, na segunda-feira as escolas permanecerão fechadas.

No norte da França esperam-se ventos de até 140 km/h.

As autoridades pediram que a população limite a circulação e evite florestas devido ao risco de queda de ávores.

Também pediram que se evite o litoral devido à forte maré. E em toda a região estão previstas "perturbações nas redes de transportes interurbano e escolar".