Tempestade de meteoros raríssimo será visível na madrugada de terça-feira (31)

Chuva de meteoros raríssimo será visível no Brasil nesta segunda (30) e terça-feira (31). (Foto: Getty Creative)
Chuva de meteoros raríssimo será visível no Brasil nesta segunda (30) e terça-feira (31). (Foto: Getty Creative)

O mês de maio vai se encerrar com uma tempestade de meteoros. O espetáculo vai ocorrer na madrugada entre esta segunda (30) e terça-feira (31), segundo previsão dos astrônomos. O fenômeno será melhor observado na América do Norte, mas em parte do céu brasileiro será possível se encantar com um verdadeiro show de luzes.

De acordo com informações do portal g1, milhares de meteoros por hora devem cruzar o horizonte, algo que ocorreu pela última vez somente em 1833.

Uma tempestade de meteoros acontece quando fragmentos de rocha, oriundo de corpos celestes, entram na atmosfera terrestre. E na noite de terça, o planeta deve cruzar verticalmente uma densa região de detritos que são resultado de rupturas ocorridas em um cometa em 1995. Essas quebras produziram uma imensa quantidade de poeira que foi lançada ao espaço.

Anualmente, essa trilha de poeira deixada pelo cometa gera uma chuva de meteoros chamada de Tau-Herculídeas, de menor proporção. Mas a experiência de terça será estonteante, segundo os cientistas, pois as projeções indicam uma das maiores tempestades já vistas, continuou reportagem do portal g1.

Por volta da 0h desta terça, portanto, deve ocorrer a primeira chuva, quando a Terra vai passar pelas trilhas de detritos deixadas por um cometa em 1892 e 1941.

Para este "surto", são esperados até 50 meteoros por hora. A expressão máxima no entanto deve ocorrer próximo às 2h15, quando a modelagem básica indica de dez a 100 mil meteoros por hora durante a máxima.

Os astrônomos aconselham observar o fenômeno longe dos centros urbanos e em lugares escuros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos