Temporal causa estragos e deixa ao menos sete mortos em Santa Catarina

Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil
·2 minuto de leitura

Chuvas fortes atingiram Santa Catarina na madrugada de hoje (17) e provocaram estragos e deixaram desalojados em municípios do Vale do Itajaí e da região metropolitana de Florianópolis. A Secretaria da Defesa Civil do estado confirmou sete mortes até o momento, sendo seis em Presidente Getúlio e uma em Ibirama.

De acordo com o órgão, em Presidente Getúlio, houve uma forte enxurrada provocada por 125 milímetros de chuva em um espaço de apenas seis horas. Em Ibirama, casas foram levadas pela força das águas. No município, abrigos foram abertos para a população.

Equipes da Defesa Civil, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros atuam desde a madrugada no resgate e levantamento de danos. O governo do estado enviou ainda um grupo de resposta e determinou o deslocamento de aeronaves e cães de buscas para atuar nos resgates.

Veja mais informações sobre a tempestade em Santa Catarina na matéria do Repórter Brasil:

No município de Aurora, o rompimento de um lago atingiu algumas casas provocando danos materiais e alagamentos pontuais. Até o momento, 15 famílias estão desabrigadas em razão da cheia causada por um afluente do Rio Itajaí-Açu.

Ouça na Radioagência Nacional:

Chuva deixa pelo menos 12 mortos em Santa Catarina - Por Gésio Passos

Previsão

De acordo com a Defesa Civil, para esta quinta-feira, a previsão continua de chuva persistente, e até mesmo volumosa, no centro-leste do estado, principalmente nas regiões da Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e Litoral Norte. Nas demais áreas, há chance de temporais isolados nesta tarde, devido ao aquecimento. Para amanhã (18), há risco moderado de temporais em Santa Catarina.

Na manhã deste sábado (19), devem ocorrer temporais isolados no oeste catarinense. Entre a tarde de sábado e a madrugada de domingo (20), pode haver temporais do Extremo Oeste ao Litoral, conforme o avanço de uma frente fria. Há risco moderado a alto para chuva forte com raios, rajadas de vento e eventual queda de granizo.

A formação e atuação de um intenso ciclone extratropical na costa da Argentina no sábado também pode provocar vento moderado e persistente em Santa Catarina, com rajadas de até 65 quilômetros por hora. Os ventos mais intensos provocados pelo sistema devem ocorrer na Argentina, no Uruguai e no estado do Rio Grande do Sul.