Tenente do Exército é acusado de agredir e ameaçar com arma criança de 5 anos em banheiro de restaurante

·2 min de leitura
Tenente teria ameaçado a criança com uma arma - Foto: Getty Images
Tenente teria ameaçado a criança com uma arma - Foto: Getty Images
  • Família acusa tenente de agredir e ameaçar um menino de 5 anos no banheiro de um restaurante

  • O suspeito teria agido após uma desavenças entre a vítima e seu filho durante uma brincadeira

  • Questionado, o homem teria assumido a ação e dito que faria de novo

Um homem foi acusado de ameaçar com uma arma e agredir uma criança de apenas 5 anos dentro do banheiro de um restaurante em Teresina-PI, no último domingo (21).

De acordo com informações do portal GP1, o suspeito é um tenente do Exército identificado apenas como Robson. Ele teria agido após seu filho se desentender com a vítima durante uma brincadeira.

Imagens da câmera de segurança do restaurante mostram o tenente discutindo com os pais da criança agredida. A mãe da vítima, identificada como Ingrid Rocha, publicou vídeos nas redes sociais relatando o ocorrido.

“Estávamos eu e minha família jantando, nos divertindo, quando, de repente, avistei um cara muito alterado, falando que estava procurando o pai e a mãe de uma criança de óculos. Deduzi que fosse o meu filho e saímos à procura dele”, declarou.

Segundo ela, a família jantava no restaurante e havia deixado a criança na área infantil do local. Momentos depois, o garoto foi localizado trancado no banheiro.

“Foi uma sensação horrível. Consegui encontrar meu filho no banheiro feminino do restaurante, trancado, no chão, desesperado, dizendo que o pai de um amiguinho tinha mostrado a arma para ele e dito que ia matá-lo”, lembrou Ingrid.

A mulher divulgou imagens da própria criança explicando como aconteceu a ação. Segundo o garoto, além de agredi-lo, o tenente colocou a arma nas mãos do próprio filho.

“Ele queria me bater, foi atrás de mim, eu corri pro banheiro. Ele mostrou uma arma pra mim e ficou tentando bater no meu pescoço. Até o menino. O pai dele deu uma arma pra ele me dar um tiro”, afirmou.

“Faria de novo”

Segundo relatos, o tenente teria afirmado que seu filho foi agredido pela vítima. Questionado pelos parentes do garoto sobre o ocorrido, Robson teria assumido a ação e dito que “faria de novo”.

“Depois que encontrei meu filho, fiquei sabendo o que tinha acontecido e fui na mesa do suspeito, que confirmou o que tinha feito e disse que faria tudo de novo”, comentou.

Ingrid procurou a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente e registrou um boletim de ocorrência. O caso está sendo investigado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos