'Tenho certeza que vou ter a chance de voltar', diz Neymar após lesão no tornozelo direito

Pela primeira vez, Neymar se pronunciou publicamente após a lesão que deve deixa-lo fora dos jogos da seleção brasileira até, pelo menos, o fim da fase de grupos. Em sua rede social, o camisa 10 disse ter certeza de que terá a chance de voltar a disputar a Copa do Mundo no Catar.

— O orgulho e o amor que sinto de vestir a camisa não tem explicação. Se Deus me desse a oportunidade de escolher um país pra nascer, ele seria o Brasil. Nada na minha vida foi dado ou fácil, sempre tive que correr atrás dos meus sonhos e das minhas metas. Jamais desejando o mal de alguém e sim ajudando quem precisava. Hoje se tornou um dos momentos mais difíceis da minha carreira… e de novo em uma copa do mundo tenho lesão sim, é chata, vai doer mas eu tenho certeza que vou ter a chance de voltar porque eu farei o possível pra ajudar meu país, meus companheiros e a mim mesmo. Muito tempo de espera pro inimigo me derrubar assim? JAMAIS! Sou FILHO DO DEUS DO IMPOSSÍVEL e minha é interminável — escreveu Neymar.

Segundo Rodrigo Lasmar, médico do Brasil, o atacante teve uma lesão ligamentar lateral no tornozelo direito e será avaliado diariamente. Situação similar vive o lateral Danilo, que também lesionou o tornozelo, mas o esquerdo.

— Os exames mostraram lesão ligamentar lateral no tornozelo direito do Neymar. E lesão ligamentar medial no tornozelo esquerdo do Danilo. Os jogadores continuam em tratamento. É importante ter muita calma e tranquilidade. Essa avaliação será diária. Já podemos adiantar que não teremos os jogadores para o nosso próximo jogo, mas permanecem em tratamento para recuperar para a competição — afirmou o médico Rodrigo Lasmar.

Os dois sofreram entorses durante a partida contra a Sérvia, pela estreia na competição, nesta quinta-feira, quando o Brasil venceu por 2 a 0. Neymar, que foi substituído durante o segundo tempo, deixou o campo chorando, com o tornozelo muito inchado. Já Danilo, que sentiu a lesão na reta final do jogo, permaneceu em campo.

Em ambos os casos, a avaliação da comissão técnica é que o tempo é curto (apenas uma semana) e não há necessidade de correr riscos e acelerar a recuperação dos dois jogadores, sobretudo de Neymar.

A situação do camisa 10 é mais complicada. Ele já tem um histórico de entorses no local, o que favorece o maior inchaço do tornozelo e dificulta a recuperação. Nesta sexta-feira, Neymar fez exames em um hospital e já iniciou a fisioterapia, mas continua com edema na região.

Mesmo que o departamento médico tenha seguido o protocolo que prevê aguardar de 24 a 48 horas para saber se a dor e o inchaço diminuem, o tempo é curto para que Neymar volte a treinar e jogue.

A prioridade é preservar o jogador para as oitavas de final, que acontecerá na próxima segunda-feira, dia 5, caso o Brasil se classifique em primeiro do grupo G.

Rodrygo é o favorito para a vaga de Neymar, que vinha atuando por dentro, no meio-campo. Além dele, a vaga no meio pode ser ocupada por Fred. Titular da seleção até pouco tempo atrás, o meia do Manchester United seria opção para um trio com Paquetá.