Tenista expulsa mãe da quadra em Roland Garros

Holger Rune mandou a mãe embora do jogo em Roland Garros. Foto: Mine Kasapoglu/Anadolu Agency via Getty Images
Holger Rune mandou a mãe embora do jogo em Roland Garros. Foto: Mine Kasapoglu/Anadolu Agency via Getty Images

Holger Rune teve um momento inusitado na Corte Philippe-Chartier. O tenista de 19 anos não se deu bem na partida contra Casper Ruud nas quartas de final de Roland Garros e acabou dispensando a própria mãe para fora do estádio.

Em um dos intervalos do terceiro set e com a partida em desvantagem para Rune, o dinamarquês começou a gritar "vai embora" olhando para as arquibancadas para surpresa dos espectadores.

Leia também:

Imediatamente depois, uma mulher se levantou da cadeira e se dirigiu para a saída. Aquela mulher era justamente a mãe do tenista.

Por fim, o número 40 do ranking ATP, que chegou às quartas com moral após eliminar Stéfanos Tsitsipas, caiu por 3 sets a 1 (6-1, 4-6, 7-6 e 6-3) frente a Casper Ruud (8) em três horas e 18 minutos.

Após a derrota, ele declarou sobre o momento incrível: “Eu amo muito minha mãe, não a expulsei do estádio. Quando estou frustrado, preciso ser deixado, não posso ficar ouvindo minha mãe e meu treinador. Eu não estava esperando ela sair, na partida com Stefanos ela também saiu. Ela sabe como me dar paz", explicou o filho.

Além da polêmica com a mãe, Rune também fez acusações ao adversário de quartas de final. O dinamarquês acusou o norueguês Casper Ruud dizendo que o rival gritou com ele no vestiário após a partida da última quarta-feira (1). O número 8 do mundo falou ao canal Eurosport sobre o incidente e negou as acusações.

"O que o Holger falou é uma grande mentira, não aconteceu. Nós estávamos no vestiário depois da partida e obviamente é um vestiário bem grande. Mas estava cada um no seu canto. Eu fiquei um tempo na banheira de gelo e também fiquei ouvindo música e comendo pizza com a minha equipe e depois fomos embora", disse Ruud.

"Holger estava no canto dele. Então não sei como ele diz que eu gritei na cara dele. É uma pena que ele minta dessa forma. Eu vi os comentários que ele fez, sobre o tipo de jogador que eu sou, mas não vou entrar nessa questão. É a opinião dele. Mas espero que seja a última vez que ele minta e invente histórias", acrescentou o norueguês.

Ruud vai em busca de sua primeira final de Grand Slam nesta sexta-feira (3), quando encara o experiente croata Marin Cilic. Se depender do retrospecto, Ruud sai na frente já que venceu os dois duelos anteriores contra Cilic.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos