Tenistas russos serão impedidos de competir em Wimbledon, diz site

·1 min de leitura
Tenista russo Daniil Medvedev durante partida em Wimbledon

(Reuters) - Tenistas russos não poderão competir em Wimbledon este ano devido à invasão da Ucrânia por Moscou, de acordo com uma reportagem do site de notícias esportivo Sportico na terça-feira.

No início deste mês, o All England Lawn Tennis Club (AELTC), que organiza o Grand Slam disputada na grama, disse que estava conversando com o governo britânico sobre a participação de jogadores de Rússia e Belarus.

Os organizadores disseram que planejam anunciar uma decisão em meados de maio, antes do prazo de inscrição para o torneio de 27 de junho a 10 de julho.

O AELTC não respondeu imediatamente ao pedido de comentário sobre a reportagem.

Um veto a jogadores russos impediria o número dois do mundo, Daniil Medvedev, e Andrey Rublev, oitavo, de competirem na chave masculina. Anastasia Pavlyuchenkova é a 15ª no ranking feminino.

Segundo a reportagem, não está claro se os jogadores de Belarus também serão banidos. Belarus é uma área-chave para a invasão, que a Rússia chama de "operação especial".

Os órgãos dirigentes do tênis barraram Rússia e Belarus de competições internacionais por equipes após a invasão. Atletas podem competir individualmente, mas não sob o nome ou a bandeira de seus países.

(Reportagem de Sudipto Ganguly em Mumbai)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos