Terceira pessoa foi presa pelo desaparecimento de Bruno e Dom, diz advogado da Univaja

O assessor jurídico da Univaja informou na noite desta quarta-feira que uma terceira pessoa foi presa pelo desaparecimento de Bruno Pereira e Dom Phillips. Eliésio Marubo afirmou que não sabe o nome do suspeito.

A Polícia Federal havia declarado em entrevista coletiva que novas prisões poderiam acontecer a qualquer instante.

— A investigação ainda está em andamento, em caráter sigiloso. Nós ainda estamos na parte investigativa, realizando diligências e novas prisões devem acontecer a qualquer instante. Nós estamos avançando bastante — disse o delegado Eduardo Alexandre Fontes, da Superintendência da Polícia Federal do Amazonas, no começo da noite desta quarta-feira.

Mais cedo, dois corpos foram encontrados na região do Vale do Javari, no Amazonas, onde o indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips estavam desaparecidos desde o dia 5 de junho. A informação foi confirmada na noite desta quarta-feira em entrevista coletiva realizada na Polícia Federal, em Manaus.

Um dos investigados foi levado para a área de buscas pelos investigadores. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, confirmou que "remanescentes humanos" foram encontrados no local.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos