Termina ação da polícia na Favela da Metral, perto da Vila Kennedy

RIO - Agentes de várias delegacias especializadas, com apoio de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), realizaram na manhã desta quarta-feira, uma operação na Favela da Metral, nas proximidades da Vila Kennedy, Zona Oeste do Rio. De acordo com a polícia, a ação terminou sem presos ou apreensões.

A incursão teve como objetivo tentar prender o traficante Márcio José Sabino Pereira, o Matemático, e checar denúncias sobre o tráfico de drogas na comunidade. Matemático é o chefe do tráfico do complexo de favelas de Senador Camará e tenta há meses tomar o controle do comércio de entorpecentes da Vila Kennedy. Durante a madrugada, houve um intenso tiroteio na região.

A operação contou com o auxílio de um helicóptero e de cães farejadores. Os agentes vasculharam a mata, nas imediações de uma fábrica, às margens da Avenida Brasil. Os policiais receberam informações de que haveriam armas escondidas no local, que também serviria de ponto de observação para o bando de Matemático. Os agentes encontraram uma casamata, mas nada foi encontrado no local.

Na segunda-feira, agentes do Batalhão de Choque realizaram uma operação na Favela da Coreia, em Senador Camará, na Zona Oeste, também em busca de Matemático. Um suspeito foi detido e levado para a 34ª DP (Bangu). Ainda não foi divulgada a identidade dele. Já no último dia 9, policiais militares do 14º BPM (Bangu) localizaram na Favela Vila Aliança, em Bangu, uma das casas de Matemático. Segundo o comandante do batalhão, tenente-coronel Alexandre Fontenelle, há informações de que o traficante tem outras residências na região, pois manteria uma série de relacionamentos amorosos.

Desde o fim de outubro, a área do complexo de favelas de Senador Camará têm sido alvo de ações policiais. Segundo a PM, traficantes dessas comunidades tentam invadir a favela Vila Kennedy. O confronto já deixou cerca de cinco mil estudantes sem aula. Quatro escolas do entorno das favelas fecharam as portas por um dia, no início de novembro, por conta da violência.

Em julho, policiais militares de vários batalhões que compõem o 2º Comando de Patrulhamento de Área (CPA) também realizaram uma operação para reprimir o tráfico de drogas na Favela da Coreia e prender Matemático. Em uma outra tentativa de prender Matemático, em maio de 2010, ao menos cinco pessoas morreram e 15 foram presas durante operação da PM na favela da Coreia .

Também em maio do ano passado, agentes da Delegacia de Roubos e Furtos encontram 38 imagens de Nossa Senhora Aparecida recheadas com tabletes de maconha, largadas num matagal junto ao Complexo da Coreia. As imagens seriam de Matemático.

Em outubro de 2009, 200 policiais civis, de quatro delegacias especializadas, fizeram uma operação nas favelas do Timbau e Vila dos Pinheiros, no Complexo da Maré, para prender o traficante. Na época, ele teria participado de uma guerra entre traficantes das favelas da Maré.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias