Avião sai de pista na Bolívia, mas não há informações sobre vítimas mortais

La Paz, 29 mar (EFE).- Um avião da companhia privada Amaszonas com 14 pessoas a bordo saiu nesta quinta-feira da pista de decolagem após se chocar com um bando de aves no aeroporto de Riberalta, no nordeste da Bolívia, sem que até agora haja informações sobre vítimas mortais entre passageiros e tripulação.

Em comunicado divulgado à Agência Efe pelo gerente de Relações Institucionais da Amaszonas, Eddy Luis Franco, a companhia aérea confirmou que a aeronave Metro 23 CP2459 "sofreu um incidente externo no momento da decolagem no aeroporto de Riberalta".

O avião, que levava 12 passageiros e dois tripulantes, "no deslocamento para a decolagem impactou contra um bando de aves" que estavam na pista e algumas delas entraram no motor direito, "por isso a tripulação teve que abortar a decolagem, seguindo os procedimentos e protocolos de segurança".

O incidente fez com que a aeronave "saísse da pista" do aeroporto, indicou a Amaszonas na nota.

"De maneira prioritária, os passageiros e a tripulação foram imediatamente retirados e atendidos", acrescentou a companhia.

A Amaszonas ainda não tem um levantamento de pessoas feridas e aguarda uma investigação da Direção Geral de Aviação Civil da Bolívia (DGAC).

A aeronave, cujo destino inicial era Trinidad (nordeste), mas que, aparentemente, seguiria depois até Santa Cruz (leste), ficou inclinada sobre uma encosta na beira de uma estrada, segundo imagens divulgadas pela polícia boliviana.

As imagens mostram um caminhão dos bombeiros jogando água sobre a aeronave acidentada, diante de vários curiosos que se reuniram no local. EFE