Terremoto de 6,1 graus sacode província amazônica do Equador

Quito, 18 abr (EFE).- Um terremoto de 6,1 graus de magnitude na escala aberta de Richter atingiu nesta terça-feira a província de Pastaza, na região amazônica do Equador, sem que até o momento as autoridades tenham informado sobre vítimas ou danos materiais.

Segundo o Instituto Geofísico, o tremor aconteceu às 12h50 (horário local, 14h50 de Brasília) a uma profundidade de 16,84 quilômetros, a uma latitude de 1,53 graus e uma longitude de 77,4 graus.

O Serviço Integrado de Segurança ECU911 indicou que não foram relatadas afetações significativas em infraestruturas públicas nem privadas e pediu que os cidadãos mantenham a calma.

O Instituto Geofísico recebeu ligações de cidadãos que sentiram o terremoto na província de Pichincha, cuja capital é Quito, e também nas de Guayas, Azuay, Tungurahua, Cotopaxi, Sucumbios.

O sismo também foi sentido na capital equatoriana, especialmente em edifícios altos, dos quais vários cidadãos saíram às ruas.

Por sua vez, o prefeito de Quito, Mauricio Rodas, informou em sua conta no Twitter que não foram registrados danos na capital.

O Equador lembrou no domingo passado o desolador terremoto que, em 16 de abril de 2016, destroçou grande parte da costa norte equatoriana, onde deixou 670 mortos e perdas materiais avaliadas em bilhões de dólares. EFE