Intenso terremoto atinge o centro do Chile

(Arquivo) Um terremoto de 6,6 graus de magnitude sacudiu nesta quinta-feira o território de El Salvador e, até o momento, não foram reportadas vítimas ou danos materiais, mas autoridades emitiram um alerta de tsunami para a costa do Pacífico

Um forte tremor de magnitude 6,4 na escala Richter foi registrado no centro do Chile na tarde desta sexta-feira, provocando pânico na população, mas sem causar danos maiores, de acordo com os primeiros boletins.

O tremor ocorreu às 13h20 locais (14h20 de Brasília) e teve seu epicentro a 38 km ao sudeste da cidade de Curicó, segundo o Centro Sismológico Nacional (CSN).

O Escritório Nacional de Emergências do Ministério do Interior (Onemi) qualificou o sismo como de "maior intensidade", enquanto as primeiras informações da zona do epicentro, situado 200 km ao norte de Santiago, revelavam cenas de pânico entre a população.

"Preliminarmente não se registram danos a pessoas, alteração de serviços básicos ou infraestrutura resultantes deste sismo", informou a Onemi no seu primeiro balanço do terremoto.

As Forças Navais disseram que as "características do terremoto não reúnem as condições necessárias para gerar um tsunami nas costas chilenas".

Em Santiago, o terremoto foi sentido com muita intensidade e provocou um colapso na telefonia fixa e móvel, mas não causou maiores alterações nas atividades da capital chilena.

O Chile é um dos países mais sísmicos do mundo. No ano passado, um terremoto de 8,4 graus de magnitude na escala Richter sacudiu o norte do país.

Em 2010, outro sismo de 8,8 graus afetou o centro e o sul do país, deixando mais de 500 mortos.