Canguru morre na China ao ser atingido por objeto lançado em zoológico

Xangai (China), 20 abr (EFE).- Um canguru morreu e outro ficou ferido em um zoológico chinês pelo costume dos visitantes de atirar pedras e tijolos para acordá-los e vê-los saltar.

Os fatos ocorreram no início de abril no zoológico de Fuzhou, na província de Fujian, segundo informou o jornal local "Strait News".

Um trabalhador do zoológico explicou que o animal que morreu é uma fêmea de 12 anos e faleceu depois que uma pedra afiada cortou seu pé esquerdo, causando uma hemorragia.

Mas este não foi o único fato similar, pois dias mais tarde um macho de 5 anos ficou ferido quando um visitante jagou parte de um tijolo no local onde estava o animal.

Segundo contou um criador de cangurus do zoológico, os visitantes têm o costume de lançar pedras para fazer os marsupiais saltar ou para acordá-los se estiverem dormindo.

Os cangurus, contou, geralmente estão ativos pela manhã e na primeira hora da tarde, mas a maior parte do dia tendem a descansar debaixo das árvores.

Os zoológico tem câmeras de segurança em áreas com animais protegidos, mas a maioria aponta para o recinto ao invés da áreas de visitantes, por isso que os responsáveis pelas lesões nos cangurus não foram filmados e não puderam ser identificados.

O zoológico, que tem placas instaladas que instruem o visitante a não alimentar e nem atirar objetos nos animais, solicitou ao governo da cidade de Fujian financiamento para instalar câmeras de vigilância de alta definição.

"Atos cruéis como este são mais um perigo que os animais do zoológico enfrentam", apontou a organização de defesa dos animais PETA após este fato.

Segundo indicaram, instalar câmeras "não resolverá o problema". "Enquanto as pessoas pagarem pela compra de entradas ao zoológico, os animais seguirão correndo riscos", afirmou a Ong. EFE