Tesla pode suprimir 10% dos empregados

A Tesla poderá em breve suprimir 10% da força laboral. Essa foi, pelo menos, a indicação dada pelo patrão do fabricante de automóveis elétricos, o multimilionário Elon Musk, num correio eletrónico dirigido à direção da empresa e que acabou filtrado nos meios de comunicação nos Estados Unidos.

Musk sugere também a "suspensão de todas as contratações" a nível mundial, afirmando ter "um super mau pressentimento acerca da economia". A divulgação da mensagem provocou uma forte queda nas ações da Tesla.

Uma redução de 10% no número de empregados do fabricante automóvel significaria a supressão de cerca de 10.000 postos de trabalho.

Na quarta-feira, outra mensagem de Musk tinha gerado polémica, ao afirmar que "quem quiser efetuar teletrabalho deve estar presente na empresa no mínimo 40 horas por semana ou sair da Tesla".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos