Tesla promove presidente de operação na China a 2º na hierarquia, só atrás de Musk

XANGAI/SEUL (Reuters) - O presidente da Tesla na China, Tom Zhu, foi promovido para assumir supervisão direta sobre as fábricas da montadora nos Estados Unidos, bem como as operações comerciais na América do Norte e Europa, segundo anúncio interno visto pela Reuters nesta terça-feira.

O anúncio não mudou a denominação do cargo de Zhu, que segue como vice-presidente para a China, e afirma que ele mantém suas responsabilidades como principal executivo de vendas no restante da Ásia.

A nomeação torna Zhu o executivo mais importante da Tesla, só atrás do presidente Elon Musk, com responsabilidade direta sobre vendas em todos os principais mercados da companhia e sobre operações dos principais centros de produção.

A Tesla não comentou o assunto.

Zhu e uma equipe que ficou sob sua responsabilidade foram trazidos pela Tesla no fim de 2022 para resolverem problemas de produção nos Estados Unidos, o que criou uma expectativa de que ele estava sendo preparado para um papel mais importante.

A indicação de Zhu para um cargo global acontece no momento em que Musk tem se concentrado na compra do Twittter e analistas da montadora têm cobrado reforço na equipe executiva.

Sob Zhu, a fábrica da Tesla em Xangai se recuperou fortemente de lockdowns impostos na China contra Covid-19.

Nascido na China, Zhus tem passaporte da Nova Zelândia. Ele ingressou na Tesla em 2014. Antes disso, foi gerente de projetos de uma empresa criada por colegas de seu curso de administração na Duke University para assessorar empresas chinesas que trabalham em projetos de infraestrutura na África.

Durante o lockdown de dois meses em Xangai, Zhu esteve entre os funcionários que dormiam na fábrica para mantê-la funcionando, disseram pessoas que trabalham com o executivo.

Ele assume os principais centros de produção da Tesla em um momento em que companhia está se preparando para lançar a picape elétrica Cybertruck e uma versão redesenhada do sedã Model 3.

James Murdoch, membro do conselho de administração da Tesla, disse em novembro que a companhia tinha identificado um potencial sucessor de Musk, mas não informou o nome.

(Por Zhang Yan e Hyunjoo Jin)