Tesla quer investir US$ 10 bilhões em gigafábrica no Texas

·2 min de leitura
Tesla quer investir US$ 10 bilhões em gigafábrica no Texas
Tesla quer investir US$ 10 bilhões em gigafábrica no Texas

Elon Musk disse na quinta-feira (16) que a Tesla vai investir mais de US$ 10 bilhões (em torno de R$ 56,8 bilhões) na gigafábrica de Austin, no Texas (EUA), para gerar um total de 20 mil empregos. O magnata deu a informação pelo Twitter em resposta ao analista Sawyer Merritt, que apontara inicialmente um número de 10 mil vagas — como apontado pela Reuters em novembro.

“A Giga Texas é um investimento de US$ 10 bilhões, gerando pelo menos 20 mil empregos diretos e 100 mil indiretos”, disse Musk, em seu perfil na rede social.

Apesar da resposta a Merritt, o executivo da Tesla, no fundo, fez uma crítica indireta a Mike Siegel, advogado de direitos civis no Texas que fez um fio no Twitter explicando o suntuoso subsídio — algo em torno de US$ 60 milhões (cerca de R$ 340 mi) — dado por políticos locais à empresa de carros.

Além disso, Siegel atribui ao bilionário a culpa por “um enorme deslocamento de famílias da classe trabalhadora” em Austin após a compra de um terreno de 809 hectares próximo da cidade.

De acordo com a Reuters, a Tesla estaria gastando US$ 1 bilhão na Giga Texas para a criação de 10 mil postos de trabalho (a maioria de baixa remuneração). Nesta fábrica de 464,5 mil m2, seriam construídos, além do Model Y (o carro mais popular da montadora), o Cybertruck, o Semi e o Model 3.

Produção afetada por problemas na Giga Berlim

A produção na Giga Texas, aliás, deve começar a qualquer momento. Especialmente após um sério problema de tratamento de água afetar a abertura da gigafábrica da Tesla em Berlim, na Alemanha —a previsão de inauguração é janeiro de 2022. No momento, os trabalhadores na Europa correm para concluir as instalações, o que inclui a pavimentação de pistas e a instalação de chaminés nos galpões principais e nas estações hídricas.

No presente, a Tesla ainda depende da fábrica em Fremont, na Califórnia, para atender à crescente demanda do mercado americano. O problema é que a planta, adquirida da Toyota em 2010, só consegue construir cerca de 500 mil veículos elétricos por ano —e, por conta disso, a pressa para inaugurar logo a planta no Texas.

Via InsideEVs

Imagem: Roschetzky Photography/Shutterstock

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos