Tesla supera problemas de fornecimento com entregas recordes no 4º tri

·2 min de leitura

Por Hyunjoo Jin e Nivedita Balu

(Reuters) - A Tesla relatou no domingo entregas trimestrais recordes e acima das estimativas de Wall Street, superando a escassez global de chips enquanto aumentava a produção na China.

A montadora liderada pelo bilionário Elon Musk entregou 308,6 mil veículos no quarto trimestre, muito mais do que as previsões dos analistas de 263.026 veículos.

As entregas de outubro a dezembro da Tesla aumentaram cerca de 70% em relação ao ano anterior e quase 30% a mais que as entregas recordes do trimestre imeditamente anterior.

"Excelente trabalho da equipe Tesla em todo o mundo!" Musk escreveu no Twitter.

Em uma base anual, a montadora aumentou suas entregas em 87% em relação ao ano anterior, para 936.172 veículos em 2021.

Musk disse em outubro que a Tesla será capaz de manter uma taxa de crescimento anual de mais de 50% por "um bom tempo".

NOVAS FÁBRICAS

"Eles venceram todas as probabilidades", disse Gene Munster, sócio-gerente da firma de capital de risco Loup Ventures.

"A demanda por seus produtos está alta. E eles estão fazendo um ótimo trabalho para atender a essa demanda", disse ele.

Munster disse que espera que as entregas da Tesla cresçam para 1,3 milhão de veículos neste ano, apesar dos ventos contrários na produção em suas novas fábricas e problemas na cadeia de abastecimento.

O diretor financeiro da Tesla, Zachary Kirkhorn, disse em outubro que era difícil prever com que rapidez a empresa seria capaz de aumentar a produção em novas fábricas no Texas e em Berlim, que usarão novas tecnologias e novas equipes.

O Deutsche Bank disse na sexta-feira que espera que a Tesla faça quase 1,5 milhão de entregas de veículos este ano, embora a escassez de chips siga como um risco para a produção.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos