Teste de DNA identifica assassino de mulheres nos EUA nos anos 1980

O suspeito pelos assassinatos de duas mulheres nos EUA no final dos anos 1980, Reubern J. Smith, foi confirmado como o autor dos crimes por um exame de DNA, anunciaram as autoridades da Califórnia nesta segunda-feira. Ambos casos haviam sido arquivados em 2021, quando a equipe investigativa de genealogia o identificou o suspeito.

Shannon Rose Lloyd, de 23 anos, e Renee Cuevas, 27, foram encontradas mortas em 1987 e 1989, respectivamente. O corpo de Shannon estava num quarto que ela alugava no condado de Orange. Segundo o gabinete do procurador distrital do condado, ela havia sido agredida sexualmente e estrangulada até a morte. Já Renee estava perto de uma base marinha no mesmo condado. As mortes das duas foram relacionadas em 2003 por um laboratório criminal.

"Os entes queridos de Renee Cuevas e Shannon Lloyd têm as respostas para a pergunta que fazem há mais de três décadas, A justiça que toda vítima merece estava escondida no DNA", disse o promotor do condado de Orange, Todd Spitzer, em comunicado. "A justiça não tem data de validade", completou.

Segundo o Ministério Público, Smith cometeu suicídio aos 39 anos em 1999, um ano depois de ser preso em Las Vegas, no estado de Nevada, por suspeita de agressão sexual e tentativa de matar uma terceira mulher. A vítima reagiu e conseguiu escapar, segundo as autoridades.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos