Testes indicam que 16 praias de Pernambuco estão próprias para banho apesar de óleo

Débora Álvares
Voluntários retiram óleo da praia de Muro Alto, em Tamandaré (PE).

Testes realizados pela UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) mostram que as praias de Pernambuco estão próprias para banho. O litoral pernambucano foi um dos mais atingidos pela mancha de óleo que já atingiu mais de 400 locais no Brasil, de acordo com o Ibama.

O resultado dos exames encomendados pelo governo de Pernambuco foi divulgado nesta sexta-feira (8). Foram analisadas amostras colhidas em 15 praias do estado entre os dias 24 e 26 de outubro e em 16 no dia 31 (as 15 praias da primeira amostra e uma adicional). 

Foi analisada a presença dos componentes tóxicos do óleo de acordo com a resolução número 357/2005 do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente): HPAs (hidrocarbonetos policíclicos aromáticos), benzeno, tolueno, etilbenzeno e xileno.

Resultado de testes de contaminação das águas de Pernambuco, após contaminação por óleo.

O ápice das manchas de óleo pelo estado foi a partir do dia 17 de outubro, mas até o início de novembro apenas vestígios de petróleo eram encontrados pelo litoral.

Pernambuco teve, em outubro, 47 praias atingidas por óleo. De acordo com o governo do estado, os locais para recolher amostras foram escolhidos devido à quantidade de óleo. O material foi coletado e levado para análise na UFPE nas localidades em que mais chegou petróleo.

O governo pernambucano também apresentará à população a situação do pescado da região. Há dúvidas sobre a segurança de consumir peixes que dos locais em que ainda pode haver óleo. Ao todo, 150 tipos de peixes e frutos do mar serão enviados à PUC-RJ (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro) na próxima segunda-feira (11). O resultado sai em 30 dias.

A preocupação se deve ao fato de a própria Marinha e o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, admitirem que não há como garantir quanto petróleo ainda há no mar. O que se sabe é que ele é extremamente tóxico e continua chegando a novas localidades — nesta quinta-feira (7), atingiu a região Sudeste, conforme previsões das autoridades. O óleo foi detectado na praia de Guriri, no...

Continue a ler no HuffPost