Texto de diretrizes do programa de governo passará pelo crivo de Lula e Alckmin antes de ser divulgado

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Reunidos na manhã desta quinta-feira em São Paulo, os representantes dos sete partidos que compõem a coligação de apoio à chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ex-governador Geraldo Alckmin decidiram que o texto sobre as diretrizes do programa de governo passará pelo crivo dos pré-candidatos a presidente e a vice antes de ser divulgado.

A versão inicial das diretrizes foi apresentada na segunda-feira. Nesta quinta-feira, os partidos apresentaram suas emendas ao texto. A comissão é composta por dois representantes de cada um dos sete partidos: PT, PCdoB, PV, PSOL,PSB, Solidariedade, Rede e PSOL.

“Durante a reunião, ficou acordado que, após a incorporação das sugestões partidárias, o texto final das diretrizes programáticas, que será submetido a consulta popular por meio de uma plataforma virtual, passará por uma nova avaliação da Comissão. A aprovação final do texto de diretrizes será de responsabilidade dos pré-candidatos Lula e Alckmin”, afirma comunicado assinado pelo ex-ministro Aloizio Mercadante, coordenador da equipe que elabora o programa de governo.

A ideia, ainda segundo Mercadante, é publicar o texto numa plataforma digital para receber sugestões ainda na primeira quinzena de junho.

“De uma forma geral, todos os participantes ressaltaram a existência de uma ampla convergência no conteúdo do documento inicial apresentado”, diz o comunicado.

O texto divulgado na segunda-feira trata, entre outros temas, da revogação da reforma trabalhista e do teto de gastos, além de defender o papel das empresas estatais na promoção do desenvolvimento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos