Thales Bretas processará criadores de boatos sobre sua relação com Paulo Gustavo: 'Oportunistas'

·1 minuto de leitura

Thales Bretas publicou um desabafo sobre rumores após a morte de Paulo Gustavo, que faleceu devido à Covid-19. Através de um texto publicado nos stories de seu perfil do Instagram, o dermatologista declarou que irá procurar ajuda judicial para processar os criadores de notícias falsas sobre sua vida, por se tratarem de um crime. Também disse esperar que medidas efetivas sejam realizadas e cita a vacina para a doença, que, segundo ele, poderia ter salvado seu marido.

"Estou pedindo ajuda para tomar medidas cabíveis e processar jornalistas irresponsáveis que não deveriam nem ter essa profissão e seus veículos! Inventar aspas, relatos de pessoas e histórias descabidas é crime! Espero que ainda tenhamos justiça nesse país, já que dignidade não há! Nem vacina...", diz. 

Leia também

A declaração faz referência a uma notícia publicada nesta semana, em que era dito que ele já estaria se relacionando amorosamente com outra pessoa.

Thales também afirmou ainda estar sofrendo muito com a partida de "seu amor" e quem tem se impressionado com o quanto as pessoas são "oportunistas e maldosas" até mesmo com alguém que ainda está de luto.

"Eu fico impressionado como as pessoas são oportunistas e maldosas! Não respeitam nada nem ninguém! Um luto que o Brasil inteiro está sentindo não merece ser alvo de fake news, muito menos eu, que estou sofrendo muito com a partida do amor da minha vida", contou.