Thiago Pereira e a briga contra ‘Tesla, Amazon e Apple’ da natação

·4 minuto de leitura

"Tesla, Apple e Amazon". O trio tem três das empresas mais poderosas do mundo. E foi assim que Thiago Pereira, ex-nadador brasileiro, falou de seus três principais rivais nas Olimpíadas - os norte-americanos Michael Phelps e Ryan Lochte e o húngaro László Cseh. Juntos, eles somam 45 medalhas olímpicas (28 de Phelps, 12 de Lochte e 5 de Cseh). Mas mesmo assim, Pereira teve a oportunidade de ganhar sua medalha nos Jogos de Londres, em 2012.

Depois de bater na trave em algumas oportunidades, Thiago Pereira estava na final dos 400 metros medley, uma prova extremamente complicada e pesada para os atletas. Cseh ficou na eliminatória, mas Phelps e Lochte lá estavam, junto com outros grandes nomes da natação naquele momento, como Kosuke Hagino e Chad le Clos.

Leia também:

Antes da final, o pensamento de Pereira, Phelps e Lochte era o mesmo: possivelmente nunca mais nadar a prova. 

"Foi até engraçado porque a gente tava ali faltando 10 segundos pra entrar, os oito formados. E aí tava eu, o Michael, o Ryan, e a gente tava naquela sintonia e falava assim: 'Pô, é a última vez que eu vou nadar essa prova' e o outro fala 'Eu também', porque os 400m medley é realmente uma prova muito dura", lembrou Thiago em entrevista ao Yahoo Brasil.

Quando os oito nadadores subiram para o bloco antes do início da prova, eles tiveram que descer logo depois. Isso porque a torcida fazia muito barulho. O público gritava e batia os pés nas arquibancadas do Parque Aquático, fazendo até a piscina vibrar. Phelps chegou a comentar que tinha sido a prova mais alta que ele disputou na vida. 

Até os 150 metros, Thiago, Phelps e Lochte disputavam braçada a braçada, mas não foi o mais marcante da prova para o brasileiro.

"Teve um fato nessa prova que nunca aconteceu na minha vida e por incrível que pareça nesse 400 metros medley aconteceu: na virada para o costas, os dois foram pra raia e quando a gente foi virar de costas acabou pegando a mão, a gente bateu mão. Mas aí você vira e pensa ‘bora pra prova'", conta Thiago.

Lochte foi o vencedor daquela final, com a marca de 4:05.18, mais de três segundo a frente dos demais. Na batida final, Thiago ficou a medalha de prata, chegando com apenas 0.08 segundo de vantagem para o japonês Kosuke Hagino. 

"Quando a gente bate e é primeiro, segundo e terceiro acende uma luz no seu bloco, são três luzes. Então a hora que eu olhei e a luz pintou, também nem sei qual das luzes, só olhei a luz", relembra o nadador. "Eu não vi tempo, não vi nada, eu só olhei a raia e colocação, eu só queria saber da medalha. Aí quando eu olhei a raia e a colocação eu 'Opa, deu prata!' e depois eu fui ver o meu tempo e eu pensei 'Nossa, meu tempo foi bom', e aí eu fui ver quem ganhou."

Phelps terminou apenas em quarto, a primeira prova em que ele não levava medalha desde Sydney-2000, mas aquilo não era um problema para o brasileiro no momento. 

"Foi engraçado porque quando eu terminei a prova, o pessoal perguntava assim 'Pô, você viu? Você ganhou do Phelps, o que você achou?' e eu juro pra você, a primeira coisa que eu bati eu não quis nem saber quem foi primeiro, quem foi segundo, quem foi terceiro. Mas eu brinquei com o Michael que faltou ele em terceiro para a foto."

Mesmo tendo grandes adversários e disputando sempre provas muito complicadas, Thiago não olha para a carreira de forma negativa e nem pensa muito na frase “Ah, se não existisse o Phelps você teria mais medalhas” que ouve bastante de pessoas.

"Eu não tenho nada do que reclamar, repetiria tudo de novo porque eu tive a oportunidade de bater recorde mundial, eu tenho medalhas em todas as competições do mundo. Mas Copa do Mundo, eu sou o único campeão brasileiro do circuito da Copa do Mundo", reflete. "Então eu não tenho nada do que reclamar. E pra mim é uma honra ter tido esses três porque da mesma maneira que eu ajudei eles, eles me ajudaram a evoluir, seja como pessoa ou seja como atleta. Porque pra eu realizar meu sonho eu tive que quebrar um desses três, vencer um desses três. E eu consegui. Isso pra mim vale muito."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos