Thiago Silva e Dani Alves podem bater recorde histórico do Brasil em Copas do Mundo

Thiago Silva e Dani Alves treinam para a estreia do Brasil na Copa do Mundo do Catar (Photo by DOUGLAS MAGNO / AFP) (Photo by DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)
Thiago Silva e Dani Alves treinam para a estreia do Brasil na Copa do Mundo do Catar (Photo by DOUGLAS MAGNO / AFP) (Photo by DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)

O Brasil entra em campo na tarde desta quinta-feira (24) na estreia da seleção no Grupo G da Copa do Mundo do Catar. Único país a participar de todos os mundiais e único pentacampeão, dois jogadores podem bater recordes nesta competição: Thiago Silva e Dani Alves.

Thiago Silva foi escolhido para ser o capitão da equipe ao longo do Mundial. Se tornou o primeiro jogador brasileiro a vestir a braçadeira em três Copas. Só que o zagueiro pode bater outro recorde: ao entrar em campo contra a Sérvia, será o jogador mais velho do Brasil a disputar uma Copa do Mundo.

Thiago Silva tem 38 anos e 62 dias. Com isso, baterá o recorde de Djalma Santos, que disputou a Copa do Mundo de 1966 com 37 anos.

No entanto, um companheiro de Thiago Silva pode bater o recorde dele nesta mesma Copa: Dani Alves. O lateral-direito reserva tem 39 anos. Caso entre em alguma partida disputada no Catar, o lateral se tornará o jogador mais velho da história do Brasil em Copas.

Veja o ranking atual (sem Thiago Silva e Dani Alves):

  1. Djalma Santos: 37 anos na Copa do Mundo de 1966;

  2. Nilton Santos: 37 anos na Copa do Mundo de 1962;

  3. Emerson Leão: 36 anos e 11 meses na Copa do Mundo de 1986;

Histórico de Thiago Silva e Dani Alves

Thiago Silva vai para a 4ª Copa do Mundo da carreira. Em 2010 era reserva de Lúcio e Juan, dupla de zaga titular. Nas Copas de 2014 e 2018, o defensor foi titular absoluto. A expectativa é que ele repita a titularidade na edição do Catar.

Dani Alves também estreou em Copas em 2010. Na seleção comandada por Dunga era reserva, mas bem utilizado pelo então treinador. Foi convocado para a Copa de 2014. Em 2018 passou todo o ciclo do Mundial como titular, no entanto sofreu uma lesão às vésperas do torneio e não foi convocado. Em 2022 chega como reserva na lateral-direita.