Tia Surica presta homenagem a Monarco, com quem dividiria carro: 'Para a gente, ele não morreu'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Portela presta uma homenagem especial a Monarco, baluarte da escola que morreu em dezembro de 2021, ao longo de todo o desfile deste ano. Tia Surica, um dos ícones da Velha Guarda viria como destaque no primeiro carro alegórico ao lado do colega. Ela agora tem a companhia de Áurea Maria, filha de Manacéia e Dona Neném, outros baluartes da escola.

— A emoção é grande. É aquele negócio: para a gente, Monarco não morreu. Eu viria com ele no carro... Foi uma perda imensa — ela se emociona. — Hoje, antes de vir para a Sapucaí, acendi minhas velas em casa e fiz minhas orações. Seremos campeões.

Áurea Maria diz que "praticamente foi criada por Tia Surica". E comemora o fato de as duas estarem representando o legado de Monarco:

— Estamos desfilando com muita alegria e muita tristeza. A ausência do Monarco aqui é motivo de muito lamento — ela diz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos