Tigres matam cuidador, fogem de zoológico e causam medo em cidade da Indonésia

·2 minuto de leitura
Imagem de arquivo de um tigre-de-sumatra
A população de tigres-de-sumatra, em alto risco de extinção, hoje se resume a apenas 400 indivíduos na natureza

Um cuidador foi morto por dois tigres-de-sumatra que escaparam de um zoológico na ilha de Bornéu, na Indonésia.

As tigresas, ambas com cerca de 18 meses, escaparam do zoológico de Sinka depois que uma forte chuva causou um deslizamento de terra no local. O ambiente dos tigres foi danificado, possibilitando a fuga dos animais.

Neste sábado, um dos animais foi capturado após ser atingido por um dardo tranquilizante. Mas o outro tigre acabou sendo morto a tiros depois de "se comportar de forma agressiva". Segundo autoridades locais, as tentativas de tranquilizá-lo falharam.

O tratador de 47 anos foi encontrado morto perto do recinto dos tigres depois que os animais escaparam na noite de sexta-feira. Ele tinha feridas de mordidas e arranhões no corpo, informou a agência de notícias AFP.

Vários animais, incluindo um avestruz e um macaco, foram encontrados mortos pelo zoológico.

A fuga desencadeou uma caça em grande escala na cidade de Singkawang, em West Kalimantan, uma província da Indonésia. Atrações turísticas da região foram obrigadas a fechar pela polícia e as pessoas foram orientadas a ficar em casa.

As autoridades esperavam resgatar os dois animais vivos, mas "foram forçadas" a atirar em um dos tigres.

"Tentamos primeiro com uma arma tranquilizante, mas não funcionou, então fomos forçados a atirar no tigre porque ele já estava se comportando de maneira muito agressiva", disse Sadtata Noor Adirahmanta, chefe de uma agência conservacionista local, à agência AFP.

"Tínhamos medo de que ele escapasse para o bairro mais próximo", acrescentou.

"Embora tenhamos dado nosso melhor para pegá-lo vivo, nossa prioridade é a segurança dos humanos."

Uma gaiola com comida foi preparada na tentativa de atrair o tigre de volta ao zoológico na hora da alimentação. Sem sucesso.

Drones também foram usados ​​para tentar localizar os tigres na densa floresta ao redor do zoológico. "Foi difícil encontrá-los", disse o chefe da polícia local à CNN Indonésia.

As autoridades conseguiram capturar um deles vivo depois de acertá-lo com um dardo tranquilizante. O animal agora está sendo monitorado por veterinários no zoológico.

Os tigres-de-sumatra, originais da ilha de Sumatra, na Indonésia, estão altamente ameaçados de extinção: hoje existem menos de 400 sobreviventes na natureza.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!