TikTok pretende criar centros de armazém e logística nos EUA

State of DTC Advertising, afirma que o investimento de marcas direct-to-consumer (DTC) no TikTok cresceu 231% no último ano, a maior alta entre Facebook, Snapchat e Google (REUTERS/Dado Ruvic/Illustration)
State of DTC Advertising, afirma que o investimento de marcas direct-to-consumer (DTC) no TikTok cresceu 231% no último ano, a maior alta entre Facebook, Snapchat e Google (REUTERS/Dado Ruvic/Illustration)
  • TikTok anunciou dezenas de vagas de emprego no LinkedIn nas áreas de devoluções, armazenamento, entrega e atendimento ao cliente;

  • Empresa de consultoria focada em e-commerce apontou que dos US$ 529,7 milhões em publicidade de mídia social, cerca de US$ 29,9 milhões (ou R$ 150 milhões) foram gastos no TikTok;

  • Amazon tomou a decisão estratégica de suspender a construção de novos centros logísticos na Espanha pelos próximos dois anos.

Logo após decidir congelar contratações para cargos corporativos em seus negócios de varejo para evitar uma possível recessão devido à desaceleração das vendas on-line, a Amazon pode estar à voltas com um novo concorrente: o TikTok.

De acordo com o portal E-Commerce Brasil, a rede social de vídeos curtos anunciou dezenas de vagas de emprego no LinkedIn nas últimas semanas. Neles, deixava claro que as novas posições seriam para tratar de devoluções, armazenamento, entrega e atendimento ao cliente.

"A missão é ajudar os vendedores a melhorar sua capacidade operacional e eficiência. E o mesmo vale no sentido de fornecer aos compradores uma experiência de compra satisfatória e garantir um crescimento rápido e sustentável da TikTok Shop”, diz o comunicado.

Rede social mais valiosa

Um relatório da Triple Whale, empresa de consultoria focada em e-commerce, apontou que dos US$ 529,7 milhões em publicidade de mídia social, comprados no segundo trimestre de 2022 por 5 mil sites de comércio eletrônico, cerca de US$ 29,9 milhões (ou R$ 150 milhões) foram gastos no TikTok.

O estudo, chamado de State of DTC Advertising, afirma que o investimento de marcas direct-to-consumer (DTC) na rede social cresceu 231% no último ano, a maior alta entre Facebook, Snapchat e Google.

Crise na Amazon?

No mês passado, informações do jornal espanhol El Confidencial apontaram que a Amazon tomou a decisão estratégica de suspender a construção de novos centros logísticos na Espanha pelos próximos dois anos. A ordem dada aos funcionários da empresa no país teria sido "esperar e ver".

Uma pesquisa interna da Amazon, realizada em meados de 2021, apontou que uma crise batia à porta da gigante norte-americana do varejo online. O documento vazado, e analisado pelo Recode, do portal estadunidense Vox, mostrou que a empresa pode ficar sem contratar novos funcionários nos Estados Unidos até 2024.

A companhia fez o cálculo de trabalhadores disponíveis para cada armazém tomando por base o nível de salários e distâncias entre casa e instalações, além de outros aspectos.