Tillerson repreende ONU por não impor sanções contra Pyongyang

Secrertário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, participa de reunião do Conselho de Sergurança da ONU 28/04/2017 REUTERS/Lucas Jackson

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, repreendeu o Conselho de Segurança da ONU nesta sexta-feira por não aplicado plenamente sanções contra a Coreia do Norte, dizendo que se o organismo tivesse agido, as tensões sobre o programa nuclear norte-coreano poderiam não ter se intensificado.

"Se esse organismo tivesse imposto plenamente e apoiado as resoluções decretadas no passado, aplicando vigorosamente as sanções com total conformidade, talvez nós não nos encontrássemos confrontados com o alto nível de tensão que nós enfrentamos hoje", disse Tillerson ao conselho de 15 membros, no final de uma reunião sobre a Coreia do Norte.

"Nós não vamos negociar para voltar ao processo de negociação com a Coreia do Norte, nós não vamos recompensar as violações deles das resoluções anteriores, nós não vamos recompensar o mau comportamento deles com conversas", acrescentou.

(Reportagem de Lesley Wroughton)