Tim Cook visita a China e busca parceria com o governo

Wagner Wakka

Tim Cook está na China. O CEO da Apple foi ao país e se encontrou com a vice-primeira-ministra Sun Chunlan. Ele visitou uma série de locais de negócios do país, além de passar por pontos turísticos.

Contudo, o ponto alto da visita do executivo foi a reunião com a ministra. A pauta foram parcerias voltadas para educação entre a empresa e o governo chinês, e a tentativa de acordo de cooperação entre ambas as partes. O objetivo é que a Apple forneça iPads e libere o Swift, linguagem de programação, para escolas do país. As informações são da agência de notícias estatal Xinhua.

Tim Cook em reunião com primeira ministra (Foto: Twitter/TimCook)

Cook também visitou a Cidade Proibida, um dos cartões postais da capital chinesa. Em post no Weibo, rede social local, ele informou que o objetivo da visita também era promover a “rica cultura” chinesa. O CEO também esteve no Today at Apple, um evento de música que foi realizado em uma das lojas do país.

A relação entre Apple e a China é curiosa. A empresa busca o mercado local há tempos, mas vem perdendo espaço para concorrentes chineses. No ano passado, alguns de seus aparelhos foram banidos de comercialização na China, após decisão judicial. O motivo foi a quebra de patentes da Qualcomm, a qual entrou com processo contra a fabricante do iPhone.

Por conta disso, várias fornecedoras da Apple passaram a repensar a fabricação de componentes e montagem do iPhone na China, com medo de nova decisões do tipo. A Foxconn, por exemplo, principal empresa da cadeia de fornecedores da Apple, está estudando fábricas em Tigres Asiáticos para fugir da instabilidade chinesa.

Cook deve voltar da Ásia para os Estados Unidos já no final de semana. A Apple tem um evento agendado para a próxima segunda-feira (25), em que ela deve apresentar seus serviço próprio de streaming de vídeos, além de um serviço de assinatura de notícias com curadoria para leitura em tablets e smartphones.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: