Time de Loco Abreu sofre gol mais rápido da Sul-Americana, mas se classifica e pode enfrentar o Botafogo

A primeira fase da Sul-Americana foi intensa para Loco Abreu. O César Vallejo, cujo o uruguaio é o treinador, venceu o Binacional por 3 a 1 e se garantiu na fase de grupos da Copa Sul-Americana. No entanto, as coisas não começaram fáceis, já que o time de Loco sofreu um gol aos 12 segundos de jogo — o mais rápido do torneio, superando o recorde de Carlos Bueno no duelo entre Peñarol e Danubio em 2004 aos 14 segundos.

Brandon Palacios abriu a contagem logo de cara. O Binacional deu a saída a saída tentando uma ligação direta, mas o passe saiu errado. O defensor do César Vallejo errou feio ao dominar e deu de presente para Jeferson Cáceres, que avançou até a linha de fundo e cruzou rasteiro para Palacios bater de primeira e marcar um belo gol.

O time comandado por Loco empatou no final do primeiro tempo e conseguiu a virada na segunda etapa. Com a vitória, César Vallejo entrou no pote 3 do sorteio da fase de grupos, que vai acontecer no próximo dia 27. Por coincidência ou não, o uruguaio pode cair no mesmo grupo de um time velho conhecido do qual sua idolatria é inegável: o Botafogo.


Isso porque o clube carioca está no pote 2 do torneio internacional, ao lado de RB Bragantino, Guaraní, Universitario, Tolima, Newell's Old Boys, Defensa y Justicia e Palestino. O sorteio que define os grupos da Sul-Americana escolhe uma equipe de cada pote, assim as 32 equipes serão divididas em oito grupos de quatro times.