#TimeDoBigode: Maior campeão da Libertadores, Willian é anunciado pelo Fluminense

·3 min de leitura

Após Felipe Melo, o Fluminense anunciou oficialmente a contratação de Willian Bigode, ex-Palmeiras. Aos 35 anos, o reforço faz parte do planejamento tricolor de buscar atletas experientes para a disputa da Libertadores. O vínculo nas Laranjeiras será por dois anos. O anuncio foi dado em primeira mão no canal de sócios do tricolor.

— Fala, torcida tricolor! O Fluminense é o time do bigode — brincou o atacante em vídeo que mostra outros ídolos do clube como Fred, Oscar Cox, Abel Braga, Assis, Rivellino e Washington, todos usando bigode.

O jogador de 35 realizou exames médicos e esteve no Centro de Treinamento Carlos Castilho para assinar contrato com o clube até dezembro de 2023. Ele vestirá a camisa número 17.

— É uma alegria muito grande. Chego ao Fluminense com uma sensação incrível e um frio na barriga. Estou muito motivado e feliz por esse novo desafio. As referências que eu tenho, de atletas que jogaram aqui, do ambiente e do dia a dia do clube são excelentes. Essa ambição que o clube tem de buscar grandes conquistas me motivou bastante. Chego com essa expectativa de entrar, junto aos meus novos companheiros, para a história do clube com títulos, sempre fazendo o meu melhor, dando o meu máximo e respeitando a todos. Espero ter uma história bonita aqui — disse o atacante.

Willian contou que antes mesmo de vestir a armadura tricolor já vinha recebendo mensagens de apoio da torcida tricolor. Algo que, segundo o atacante, só o motiva ainda mais a iniciar a temporada em busca de grandes objetivos.

— Esse carinho é importantíssimo. Quando você recebe esse carinho do torcedor antes mesmo de você entrar em campo é muito bacana. Sei da expectativa e também da minha responsabilidade. É com muita alegria que eu venho para trabalhar com meus novos companheiros e, com o apoio do torcedor, honrar essa camisa.

Willian, que estava curtindo férias com a família em Dubai, nos Emirados Árabes, retornou ao Brasil para acertar os detalhes finais e assinar contrato. Apesar de ter mais um ano de contrato no Palmeiras, ele foi pouco utilizado na temporada, quando fez 35 jogos e marcou 10 gols, e não ficou nem entre os relacionados na final da Libertadores.

De quebra, o tricolor o maior vencedor da Libertadores entre brasileiros. O título do Palmeiras na Libertadores não significou apenas um tricampeonato para o clube, mas também para Willian. Ele chegou a três títulos conquistados na competição e se igualou aos recordistas. Além dos dois títulos conquistados pelo alviverde (2020 e 2021), o Bigode também ergueu a taça com o Corinthians em 2012.

Na galeria de recordistas estão Vítor que conquistou a Libertadores por São Paulo (1993), Cruzeiro (1997) e Vasco (1998); o lateral-esquerdo Ronaldo Luiz, bicampeão com o São Paulo e também campeão com o Vasco; e Palhinha, bicampeão no tricolor paulistas e, posteriormente, vencedor com o Cruzeiro.

O zagueiro Fabiano Eller, por sua vez, esteve presente na conquista de 1998 do Vasco antes de se tornar peça importante nas duas conquistas de Libertadores do Internacional, em 2006 e 2010. Marcos Rocha, além do título com o Palmeiras, ficou com a taça com o Atlético-MG, em 2013.

Já em números de títulos do Campeonato Brasileiro, Willian é o segundo maior campeão. São quatro conquistas: pelo Corinthians em 2011, pelo Cruzeiro em 2013 e 2014, e pelo Palmeiras em 2017. Willian só fica atrás de Dagoberto, que conquistou o Campeonato Brasileiro de 2001 pelo Athletico. Depois, também levantou a taça em 2007 e 2008 pelo São Paulo e em 2013 e 2014 pelo Cruzeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos