Timotinho anuncia biografia e museu de Agnaldo Timóteo e família do cantor rebate com ameaça de processo

Sobrinho postiço de Agnaldo Timóteo, Timotinho anunciou que pretende lançar uma biografia e um museu em homenagem ao cantor morto em abril de 2021. O problema é que a decisão não foi tomada em conjunto com familiares de sangue do artista, que acusaram Timotinho de querer se promover.

"É com imensa tristeza que tomamos conhecimento via imprensa de mais uma tentativa de estelionato contra a memória e o patrimônio de Agnaldo Timóteo. Damião Sá da Silva, que se apresenta como Timotinho, não possui nenhum grau de parentesco com o cantor nem com os familiares de Agnaldo Timóteo, além de não fazer parte do inventário", diz um trecho da nota enviada ao EXTRA.

O documento foi assinado por Rutnete, Maria e Cícreo Themoteo Pereira, irmãos de Agnaldo. Eles dizem ainda que pretendem processar Timotinho.

"O senhor Damião Sá da Silva responderá judicialmente por todas as afirmações, entrevistas caluniosas e oportunistas concedidas em nome da família e dos herdeiros de Agnaldo Timóteo".

No anúncio feito por Timotinho, o objetivo era fazer um museu em homenagem ao 'tio' na casa em que o artista sempre morou, no Rio. Acontece que a destinação do imóvel ainda não foi completamente definida, já que o inventário ainda está em discussão.

Embora não seja sobrinho de sangue de Agnaldo Timóteo, o cantor, ainda em vida, apadrinhou Timotinho artisticamente. A família de sangue alega que o último contato entre eles ocorreu em 2019.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos