Tinder disponibiliza consulta de antecedentes de violência em perfis nos EUA

·2 min de leitura
Tinder disponibiliza consulta de antecedentes de violência em perfis(Photo by Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)
Tinder disponibiliza consulta de antecedentes de violência em perfis(Photo by Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)
  • O recurso do Tinder foi desenvolvido em parceria com a plataforma Garbo;

  • A Verificação será usada para rastrear possíveis comportamentos violentos ou prejudiciais

  • Cada usuário terá acesso a duas pesquisas gratuitas de verificação de antecedentes

Os usuários do Tinder nos EUA agora podem executar verificações de antecedentes no aplicativo para rastrear em seus matchs possíveis comportamentos violentos ou prejudiciais no passado, disse a empresa em um comunicado à imprensa. As verificações são feitas por meio da parceria do Tinder com a Garbo , uma organização sem fins lucrativos que realiza verificações de antecedentes on-line.

As buscas gerarão resultados que Garbo diz serem relevantes para a segurança do usuário. Informações de identificação pessoal, como endereços e números de telefone não serão divulgadas. De acordo com o Tinder, cada usuário terá acesso a duas pesquisas gratuitas de verificação de antecedentes; depois disso, será necessário pagar cerca de R$ 12,50 mais uma pequena taxa de processamento por transação que financiará diretamente as operações da Garbo e outras taxas associadas às pesquisas.

Os usuários podem realizar verificações de antecedentes pressionando o escudo azul no aplicativo e, em seguida, indo para o Centro de Segurança, onde selecionarão o artigo da Garbo, que os direcionará para o site da empresa. A princípio, os usuários precisarão apenas inserir o primeiro nome e o número de telefone de um match, mas, caso não haja resultados, será necessário inserir mais informações, como a idade da do perfil correspondido.

Caso recebam informações da Garbo que relatam histórico de violência no perfil pesquisado, os usuários serão incentivados a denunciar a pessoa ao Tinder. A empresa também observou que a falta de histórico em uma verificação de antecedentes da Garbo não garante que um usuário esteja totalmente seguro e pediu aos usuários que sigam suas dicas de segurança para se relacionarem com novas pessoas.

O Match Group, grupo que controla o Tinder, também anunciou na quarta-feira que está em parceria com a National Domestic Violence Hotline para dar aos usuários a capacidade de conversar ao vivo com advogados treinados. O recurso foi desenvolvido para usuários que estão “buscando mais informações sobre relacionamentos saudáveis ​​e abuso de relacionamento”, de acordo com o comunicado à imprensa.

A verificação de antecedentes no aplicativo do Tinder é o mais recente recurso orientado à segurança que a empresa lançou nos últimos anos. Em agosto passado, adicionou a verificação de identidade e possui um recurso de marca de seleção azul “verificada” desde 2020, que sinaliza aos usuários que sua identidade foi verificada por meio de foto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos