Tiroteio policial contra multidão em Madagascar deixa 19 mortos

ANTANANARIVO (Reuters) - A polícia de Madagascar matou 19 pessoas e feriu 21 quando abriu fogo na segunda-feira contra uma multidão que tentava invadir uma delegacia para se vingar de suspeitos de crimes, informou a polícia nesta terça-feira.

O tiroteio ocorreu na cidade de Ikongo, cerca de 330 km a sudeste da capital Antananarivo, e as forças de segurança enviaram reforços para restaurar a ordem na área, segundo um comunicado da polícia.

O problema começou quando uma multidão tentou invadir a delegacia para pegar quatro pessoas que estavam sendo detidas por suspeita de sequestrar uma criança albina e assassinar sua mãe, segundo a polícia.

A criança não foi encontrada. Em alguns países africanos, crianças albinas às vezes são sequestradas por pessoas que acreditam que podem ser usadas para fins rituais, embora neste caso não houvesse informações sobre o motivo do suposto sequestro.

O comunicado da polícia informou que a situação em Ikongo agora está calma, e as famílias das pessoas mortas no tiroteio receberam a oferta de uma compensação financeira pelas forças de segurança.

(Reportagem de Lovasoa Rabary)