Tirullipa revela bastidores da nova temporada de 'Os Roni' e atuação com Whindersson: 'Resenha de amigos'

Carolina Nalin
1 / 2

Os Roni 93 - 31,01,20 - Vadinho e Clayson.jpg

Tirullipa e Whindersson: "como Didi e Dedé"

Em tempos de pandemia, o riso pode ser considerado um poderoso remédio, e sua dose diária faz bem ao coração. É com esse objetivo de entretenimento em meio à quarentena que os irmãos nordestinos Roniclayson (Whindersson Nunes) e Ronivaldo (Tirullipa) retornam às telas do Multishow na terceira temporada de “Os Roni’’, que estreia nesta segunda-feira (dia 1º), às 22h.

 

Se o público já está acostumado com as brincadeiras entre os irmãos Roni, Mario Alberto (Oscar Magrini), Jennyfer (Gessica Kayane) e Çãozinha (Titina Medeiros), agora a dose de humor promete ser ainda maior.

 

— Esta temporada tem o dobro de piadas em relação à anterior, e as histórias estão superbem elaboradas. Vejo que cada um já introjetou melhor seu personagem, de fato. Com uma simples troca de olhares, eu e Whindersson já sabemos o que fazer. A gente é tipo Dedé e Didi — diz Tirullipa, em referência aos “Trapalhões’’, afirmando ter uma relação de quase irmão com o colega de cena: — É um ajudando o outro, sendo escada para o outro.

Para Tirullipa, o clima descontraído durante as gravações dá o tom necessário ao seriado. A isso, inclusive, ele atribui o sucesso de mais de uma temporada.

— O maior segredo é não encarar como uma obrigação. A gente diz que brinca de trabalhar quando vai gravar, porque é como se fosse uma resenha entre amigos. Seguimos o roteiro, claro. Mas os diretores confiam e nos deixam bem à vontade. A partir daí, surge muito bordão novo, falas novas… Temos essa liberdade — explica ele, que antecipa as brincadeiras com todo o elenco já nos bastidores: — Vira o nosso treino antes de entrar no ar, fica um zoando o outro (risos).

Pensamento parecido tem a atriz Gessica Kayane, que interpreta a jovem Jennyfer.

— Os diretores entendem a importância do improviso, e isso traz muito da nossa essência para a série — explica ela, que destaca a identidade nordestina como fator de sucesso para a produção: — É uma série que fala sobre o Nordeste e sobre o nordestino. E, para isso, nada melhor do que nordestinos interpretando o que é a nossa região, o nosso jeito de falar, os nossos costumes. Tudo o que a gente vivencia no seriado faz parte da nossa realidade.

Prova disso são as participações especiais preparadas para essa temporada, como a do cearense Tom Cavalcante, e dos maranhenses Thaynara OG e Solange Couto, além de outros artistas. Ao resgatar uma parte importante da cultura do país, o humor ingênuo e familiar da série também ganha destaque, na opinião de Gessica.

— Recebo muitos comentários do quanto o programa é para se assistir em família. Muitas pessoas dizem que gostam porque dá pra ver com o pai, com o avô… Esse humor leve é muito bacana — valoriza ela.

 

A atração do Multishow tem um gosto especial para Gessica Kayane, também conhecida como Gkay, pois marca sua estreia na televisão. A humorista, que começou sua carreira no YouTube, afirma ter amadurecido muito profissionalmente.

— É uma responsabilidade bem grande. Televisão envolve aprender a trabalhar com o outro e com um formato bem diferente da internet. Eu me vejo uma profissional muito mais qualificada agora porque aprendi bastante — analisa ela, que conquistou uma personagem mais madura nesta temporada: — Ela vem com uma nova roupagem. Agora, é uma faz-tudo repleta de novidades. Podem esperar muitas peripécias da Jennyfer nos novos episódios (risos)