Tite inclui Daniel Alves em lista de convocados do Brasil para Copa do Mundo

Técnico Tite anuncia convocados da seleção brasileira para Copa do Mundo

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O técnico Tite anunciou nesta segunda-feira a lista com os 26 jogadores da seleção brasileira que vão disputar a Copa do Mundo no Catar, com a presença do veterano lateral-direito Daniel Alves entre os convocados.

O Brasil está no Grupo G do Mundial com Sérvia, Suíça e Camarões. A estreia da equipe acontece no dia 24 contra os sérvios.

Daniel Alves, de 39 anos, está atualmente sem clube após passagem sem sucesso pelo Pumas do México, mas vinha se preparando individualmente para estar pronto para disputar sua quarta Copa do Mundo.

A comissão técnica vinha acompanhado de perto a preparação física do veterano, que ultimamente vinha treinando com o time B do Barcelona -- equipe onde viveu o auge de sua carreira.

"O Dani não veio em setembro (amistosos) por que estava com baixo nível de potência e força, isso foi falado a ele e disse que ele precisava cumprir, e ele disse que ia cumprir e cumpriu“, disse o preparador físico da seleção, Fabio Mahseredjian, em entrevista coletiva ao lado de Tite após o anúncio da convocação.

Tite destacou que o veterano terá um papel de liderança importante no grupo, que terá 16 jogadores que nunca disputaram um Mundial, além de sua importância em campo.

“As pessoas têm que entender que com pontas não tem lateral ofensivo e sim lateral construtor, e a qualidade que ele tem para ser organizador e articulador é impressionante“, disse Tite. "Outra virtude é a liderança“, acrescentou.

Ao contrário de Daniel Alves, os também experientes Roberto Firmino e Philippe Coutinho ficaram de fora da lista final para o Mundial do Catar. Coutinho sofreu uma lesão de última hora, enquanto Firmino acabou perdendo espaço para jogadores mais jovens, como Gabriel Martinelli, do Arsenal.

“O Martinelli é um externo, agressivo, ponta. Jogador de lance individual e transição em velocidade. Precisamos de jogadores agudos, pontas“, disse Tite, que decidiu levar no total nove atacantes, incluindo Pedro, do Flamengo.

Na zaga, Bremer, da Juventus, foi o escolhido como o quarto zagueiro do time, junto com Marquinhos, Thiago Silva e Éder Militão.

“A carreira dele (Bremer) e desempenho no Torino e Juventus o fizeram chegar até aqui e talvez nós não demos a devida atenção antes. Tem um segurança impressionante“, disse o treinador.

Além da convocação dos jogadores, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informou que o ex-jogador Ricardo Gomes será auxiliar de Tite no Mundial.

A seleção brasileira vai se apresentar no dia 14 em Turim, na Itália, onde fará um período de treinamentos nas instalações da Juventus antes de viajar para Doha em 19 de novembro.

FAVORITISMO

Em sua segunda Copa do Mundo seguida à frente da seleção, após a derrota para a Bélgica nas quartas de final do Mundial da Rússia, Tite reconheceu que o Brasil chegará ao Catar como um dos favoritos ao título.

O treinador colocou com principais rivais as seleções da Argentina, da França e da Alemanha.

“O Brasil é sim um dos favoritos“, afirmou o treinador, que teve 38 vitórias em 50 jogos no ciclo para o Mundial, com apenas 3 derrotas -- uma delas na final da Copa América, em casa, para a Argentina.

Nas eliminatórias para o Mundial, o Brasil fez uma campanha irreparável e conquistou a vaga com bastante antecedência, diferentemente da classificação para o Mundial da Rússia, quando Tite chegou no meio da campanha para salvar a equipe.

“Agora está mais forte. Aquele era ciclo de recuperação, e agora um ciclo inteiro. Recupera de uma sexta colocação e é uma situação. Agora erramos mais, chamamos mais, mais tempo com atletas e os dois anos lá de trás contam como experiência. Agora sim chega com todo trabalho mais em paz e mais confiante. Chega mais forte e mais estruturado“, avaliou.

No entanto, o Brasil não conseguiu nessa trajetória até o Catar jogar com as fortes seleções europeias devido a dificuldades de calendário. “Perdemos com isso, mas eles também perderam”, ponderou o treinador.

Veja a lista de convocados:

Goleiros: Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras)

Laterais: Daniel Alves (Pumas), Danilo (Juventus), Alex Sandro (Juventus) e Alex Telles (Sevilla)

Zagueiros: Thiago Silva (Chelsea), Marquinhos (Paris Saint-Germain), Éder Militão (Real Madrid), Bremer (Juventus)

Meio-campistas: Casemiro (Manchester United), Fred (Manchester United), Bruno Guimarães (Newcastle), Fabinho (Liverpool), Lucas Paquetá (West Ham), Everton Ribeiro (Flamengo)

Atacantes: Neymar (Paris Saint-Germain), Vinícius Jr (Real Madrid), Raphinha (Barcelona), Antony (Manchester United), Richarlison (Tottenham), Gabriel Jesus (Arsenal), Rodrygo (Real Madrid), Pedro (Flamengo) e Gabriel Martinelli (Arsenal)