Titular, Helinho volta a ter sequência no São Paulo para não repetir 2019

Alexandre Guariglia e Fellipe Lucena
Helinho foi titular nas duas primeiras partidas do ano - FOTO: Rubens Chiri/saopaulofc.net


O ano de 2020 começou muito bem para Helinho no São Paulo. Titular, com bom desempenho nos treinamentos, nos jogos-treino e na estreia do Paulistão-2020, ele vai prestigiado para o clássico contra o Palmeiras no próximo domingo. Elogiado por Fernando Diniz, o objetivo nesta temporada é não repetir 2019, quando o cenário era parecido e o desfechou acabou sendo ruim.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Paulistão clicando aqui

No ano passado, Helinho também estava nessa trajetória ascendente, porém entrando aos poucos no time titular. Logo na terceira rodada do Paulistão-2019, houve o clássico contra o Santos, que o Tricolor perdeu por 2 a 0. O jovem esteve entre os 11 iniciais, mas teve atuação apagada e acabou perdendo espaço, tanto é que ficou fora do jogo de ida contra o Talleres-ARG.

Nos bastidores, André Jardine, técnico são-paulino naquela época, confessou que se arrependeu por ter sacado Helinho no duelo pela Libertadores, pois acabou tirando de vez a confiança do garoto, que até atuou como titular na partida de volta, quando houve a confirmação da eliminação tricolor e foi bem dentro do possível, no entanto se tornou um coadjuvante no elenco.






Vale lembrar que Jardine perdeu o emprego após a eliminação, e a partir daí o time foi comandado por Vágner Mancini, depois por Cuca e, por fim, por Fernando Diniz. Ao todo, o camisa 11 fez apenas quatro jogos como titular depois da queda na Liberta, um deles no Brasileirão, contra o CSA, em Maceió, quando a maior parte do elenco já estava de férias e só jovens atuaram.

Em 2020, Helinho tem a grande oportunidade de ser o substituto de Antony, que está com a Seleção sub-23, no Pré-Olímpico da Colômbia. E ele parece disposto a agarrá-la, já que teve um ótimo desempenho durante a pré-temporada e tem sido elogiado por Diniz, que tem mostrado confiança no jogador. O técnico falou sobre o jovem após o último jogo.

- O Helinho é um jogador supertalentoso, tem uma história rica na base. No mundo profissional, quando você não corresponde no primeiro momento, as críticas são duras. Ele teve esse momento de sofrer com a pressão. Quando chegamos, fomos recuperando o Helinho, que é muito talentoso. Esperamos que ele consiga, aos poucos, ir melhorando. Na pré-temporada ele foi bem, conseguiu a vaga de titular com muito mérito - declarou Diniz em coletiva.

Agora, contra o Palmeiras, além da confiança do comandante, Helinho tem nova chance de garantir uma sequência de jogos como titular. Ir bem em um clássico, juntamente com os companheiros, pode garantir um desfecho positivo, bem diferente daquele da temporada 2019. O Choque-Rei acontece neste domingo, às 16h, na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara.