Idoso é encontrado amarrado e morto dentro de cisterna no Tocantins

Idoso foi encontrado dentro de cisterna (Getty Images)
Idoso foi encontrado dentro de cisterna (Getty Images)
  • Idoso teve motocicleta roubada

  • Corpo estava na chácara onde ele morava

  • Sumiço havia sido registrado na última quinta (9)

Valdir Teixeira Silva, de 61 anos, foi encontrado morto dentro de uma cisterna, em uma chácara localizada na zona rural de Divinópolis, região oeste do Tocantins, neste domingo (12). De acordo com a Polícia Militar, o idoso estava amarrado e com ferimento na cabeça. A motocicleta da vítima foi roubada. As informações são do G1.

O corpo do idoso foi encontrado após buscas feitas pela Polícia Militar (PM) na chácara onde ele morava.

Segundo informações, o irmão de Valdir disse que ele não entrava em contato com a família desde a última quinta-feira (9).

Sem ter notícias do irmão, ele foi até a Delegacia de Polícia Civil de Paraíso do Tocantins, onde registrou boletim de ocorrência de desaparecimento.

Ainda de acordo com a PM, a corporação prestou apoio à família e deslocou até a chácara onde o idoso morava, às margens da TO-080, entre Divinópolis e Marianópolis.

Na chácara, segundo a polícia, a porta dos fundos da casa do idoso estava aberta. Os espaços dentro da casa estavam todos revirados.

Depois das buscas dentro do imóvel a equipe disse que sentiu um forte odor em direção à cisterna, onde a vítima foi localizada.

Lá o idoso foi encontrado com uma lesão na cabeça e amarrado, devido ao período em que ficou na cisterna, o corpo já estava em decomposição.

O Corpo de Bombeiros foi chamado e montou o sistema com o tripé para retirar o cadáver, por causa do estado em que se encontrava o idoso.

O crime está sendo investigado pela Polícia Civil de Tocantins.

Mais informações sobre a linha de investigação, não foram divulgadas pela PC.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos