Todas as séries que foram canceladas em 2021

·26 min de leitura

Quando se trata de séries de televisão, a última notícia que os fãs querem receber é que a sua produção favorita foi cancelada pela emissora ou serviço de streaming responsável por exibi-la. No entanto, na indústria atual é necessária muita audiência para justificar renovar uma trama, principalmente com orçamentos altos em contextos de crise, como foi o caso de 2020 com a pandemia da COVID-19.

Os demais motivos são inúmeros, isso quando são esclarecidos: corte de gastos, baixa audiência, problemas no set de gravações ou mudanças muito bruscas no elenco ou equipe. Mesmo assim, o baque continua sendo difícil, por mais que às vezes necessário.

Para deixar você atualizado do que está ocorrendo no mundo das séries esse ano, o Canaltech listou todas as produções televisivas que foram interrompidas e não ganharão novas temporadas — ou, no melhor dos cenários, terão alguns episódios para poderem se despedir adequadamente do público. Confira abaixo.

Disney+

Os Eleitos

(Imagem: Divulgação / National Geographic)
(Imagem: Divulgação / National Geographic)

O Disney+ vai bem, obrigado, mas para todo caso há uma primeira vez, e no caso do streaming da Casa do Mickey, a primeira série cancelada foi Os Eleitos, produção original que uniu os estúdios com a National Geographic para contar a história do primeiro programa espacial dos Estados Unidos, o "Mercury 7", centrando-se, sobretudo, na história no astronauta John H. Glenn. A decisão veio após longas conversas com a Warner Bros Television (o estúdio por trás da série), e a conclusão de ambas partes foi procurar um outro lar para a série, seja no HBO Max ou outro serviço de streaming.

HBO

Genera+ion

(Imagem: Divulgação / HBO)
(Imagem: Divulgação / HBO)

Outra série que também morreu cedo foi Genera+ion, exclusiva do HBO Max. O título teve uma forte campanha promocional antes de estrear no streaming, mas não teve fôlego para continuar sua história e se alongar para além de uma temporada. Apesar do streaming não ter dado uma explicação, um porta-voz da HBO revelou ao THR que a empresa está "orgulhosa de ter feito parceria com Zelda e Daniel Barnz para representar fiel e autenticamente a juventude LGBTQ com um grupo tão diverso de personagens e histórias em camadas."

High Maintenance

(Imagem: Divulgação / HBO)
(Imagem: Divulgação / HBO)

Depois de quatro temporadas, comédia High Maintenance, da HBO, foi cancelada. A decisão teria sido tomada pelos próprios criadores da série, que segundo um comunicado da HBO, Katja Blichfeld e Ben Sinclair decidiram "dar um tempo na produção para buscar outros projetos. Estamos ansiosos para saber o que eles farão a seguir." O final da quarta temporada foi ao ar em abril do ano passado.

Betty

(Imagem: Divulgação / HBO)
(Imagem: Divulgação / HBO)

No fim de agosto, a Variety noticiou em primeira mão que a produção original da HBO, Betty, fora cancelada pela emissora após apenas duas temporadas. A empresa não revelou o motivo da decisão, mas soltou uma nota para a imprensa oficializando o cancelamento e declarando que "somos muito gratos pela colaboração com Crystal e nosso elenco incrível - sua exploração destemida do mundo da cultura do skate de Nova York permanecerá um lindo emblema de amizade e comunidade."

Lovecraft Country

(Imagem: Divulgação / HBO)
(Imagem: Divulgação / HBO)

Apesar de ter sido reconhecida no Emmy e muito bem avaliada pela crítica especializada, Lovecraft Country foi cancelada com apenas uma temporada pela HBO. Levou um tempo para a plataforma explicar a decisão, mas Casey Bloys, chefe de conteúdo da HBO, chegou a vir a público alguns meses depois para esclarecer os motivos: "Quando você toma a decisão de não prosseguir com uma série, geralmente é uma junção de fatores. E foi esse o caso aqui. Precisa ser algo que faça sentido para nós. Nesse caso, não poderíamos chegar lá. Não seria justo apontar para qualquer elemento em particular [como defeito]. O trabalho de Misha, e o reconhecimento obtido, nada muda isso."

Hallmark

Good Witch

(Imagem: Divulgação / Hallmark)
(Imagem: Divulgação / Hallmark)

Sucesso no Brasil por estar no catálogo da Netflix, a série de fantasia Good Witch foi cancelada pelo canal estrangeiro Hallmark após sete temporadas. O show possuia uma audiência bem fiel que rendia mais de dois milhões de telespectadores ao vivo, mas não se sabe ao certo se foi um declínio nos números que levou ao cancelamento. A emissora não chegou a revelar os motivos, mas deu espaço para a produção terminar a história a tempo de seu último episódio, no dia 25 de julho.

Amazon Prime Video

Panic

(Imagem: Divulgação / Amazon Studios)
(Imagem: Divulgação / Amazon Studios)

Indicada para quem é fã da franquia Jogos Mortais, a série Panic teve uma recepção boa quando chegou ao catálogo do Prime Video em maio desse ano, mas não demorou muito para ser cancelada pela plataforma. De acordo com o Deadline, o sucesso não foi o suficiente para alcançar um grande público no streaming, e somando ao fato de ter tido uma conclusão "satisfatória", os produtores não viram outra alternativa a não ser encerrar a atração.

Truth Seekers

(Imagem: Divulgação / Amazon Studios)
(Imagem: Divulgação / Amazon Studios)

A comédia com uma pitada de terror Truth Seekers mal chegou e já foi cancelada. A série britânica original do Amazon Studios acompanha um grupo de investigadores de atividades paranormais determinados a registrar o aparecimento de fantasmas pelo Reino Unido e disponibilizar os vídeos online. Com apenas uma temporada lançada no catálogo, os estúdios optaram por não prosseguir com a produção, deixando o elenco arrasado — o ator Nick Frost chegou a compartilhar em seu Instagram que a notícia foi um "balde de água fria".

Absentia

(Imagem: Divulgação / Amazon Studios)
(Imagem: Divulgação / Amazon Studios)

Após três temporadas, outra série que dá adeus à Amazon é Absentia, um drama policial que segue uma agente do FBI na difícil missão de capturar um dos assassinos mais perigosos de Boston. Ao desaparecer sem deixar pistas e ser encontrada apenas seis anos depois e sem memória, ela agora precisa seguir em frente com sua vida e longa das investigações. O anúncio do cancelamento foi feito pela própria atriz que deu vida à protagonista, Stana Katic, por meio das redes sociais. "Apesar de termos considerado dar continuidade à trama, Absentia sempre foi criada para durar apenas três temporadas. Eu não consigo pensar em uma forma melhor de finalizar a série", declarou.

American Gods

(Imagem: Divulgação / Amazon Studios)
(Imagem: Divulgação / Amazon Studios)

American Gods, série que já foi um dos carros-chefe do Prime Video, foi cancelada no fim de março de 2021, após três temporadas. No entanto, há informações de que a Starz está disposta a produzir um filme para encerrar os arcos e fechar os parênteses que restam. A decisão de interromper a adaptação da obra de Neil Gaiman veio após a baixa audiência, que despencou 65% da primeira para a terceira temporada do show, lançada em 10 de janeiro de 2021.

Netflix

O Legado de Júpiter

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

Após a má recepção da primeira temporada, O Legado de Júpiter não aguentou o tranco e acabou sendo cancelada pela Netflix. A informação surgiu em um tuíte de Mark Millar, criador da HQ ao lado de Frank Quitley e com quem também ajudou a produzir a série. De acordo com o próprio Millar, a produção agora se prepara para um spin-off com os supervilões: "sempre adorei histórias de crime, de Scorsese e Tarantino, e os supervilões são sempre a parte mais divertida de qualquer história de super-herói".

Ele ainda explica que fazer algo focado exclusivamente nos vilões “parece incrivelmente novo” conforme se explora “como é ser um bandido em um mundo cheio de mocinhos que querem colocá-lo na cadeia”.

Meu Pai e Outros Vexames

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

Meu Pai e Outros Vexames, que leva o nome original de Dad, Stop Embarassing Me! é uma sitcom da Netflix em parceria com Jamie Foxx, criada e estrelada pelo ator que se inspirou no relacionamento com a própria filha para a comédia. A série chegou ao streaming com oito episódios em abril, mas a plataforma optou por não dar continuidade à produção, sem justificativas anunciadas, de acordo com o DEADLINE. Foxx, no entanto, ainda possui contrato de longa data para mais projetos com o streaming, incluindo os dois filmes They Cloned Tyrone e Day Shift.

Família em Concerto

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

A Netflix cancelou quatro títulos de comédia em apenas um fim de semana, e um deles foi a sitcom familiar Família em Concerto, que acompanha uma jovem aspirante a cantora country que aceita trabalhar para um vaqueiro e cuidar de seus cinco filhos como forma de ganhar mais dinheiro. Nisso, ela consegue se adaptar à dinâmica familiar e começar a trilhar seu caminho à fama. A decisão do streaming veio com apenas uma temporada da série no ar, em março de 2021.

Disque Amiga para Matar

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

A premiada Disque Amiga Para Matar também teve seu cancelamento anunciado. De acordo com a produção da série, o show se encerrará após a terceira temporada, dando para Christina Applegate e Linda Cardellini apenas mais alguns episódios para se despedirem apropriadamente do público. Embora o motivo não tenha sido revelado, acredita-se que a pandemia teve um enorme peso nas filmagens da terceira temporada, que ainda não possui uma data de estreia.

Cara Gente Branca

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

Após estrear sua quarta temporada, a Netflix encerrou Cara Gente Branca, uma de suas séries originais de maior sucesso de 2017. Já havia sido anunciado há algum tempo que a parte quatro do show seria a última, o que fez com que toda a equipe de produção e elenco pudesse se planejar antecipadamente e dar um final apropriado para a série.

Amizade Dolorida

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

Outro título que entrou na mesma roda foi a comédia de humor ácido Amizade Dolorida, que chegou à Netflix em 2019 e chegou a ser renovada para sua segunda temporada, estreando em janeiro de 2021. A série foi impactada pela mesma decisão de outras três séries de comédia e não terá um desfecho. A Netflix, no entanto, não se pronunciou oficialmente sobre o cancelamento e tampouco justificou a interrupção da série.

Pit Stop

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

Pit Stop é uma série de comédia estrelada pelo humorista Kevin James, que interpreta um chefe da equipe fictícia da NASCAR. A sitcom chegou ao catálogo em fevereiro desse ano com 10 episódios de 25 minutos e até o cancelamento contou apenas com uma temporada. Não houve justificativas para a decisão, mas há desconfianças da companhia ter notado que a recepção da série entre os assinantes não foi a das melhores.

Professor Iglesias

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

Outra comédia que entrou na roda de cancelamentos foi Professor Iglesias, uma sitcom que se passa dentro de uma escola norte-americana e acompanha a dinâmica do docente que dá nome à série com seus alunos. Após duas temporadas sendo lançadas em três partes, a Netflix decidiu interromper a produção do show, sem um pronunciamento oficial. O humorista Gabriel Iglesias, no entanto, possui um contrato com o streaming para um especial de stand-up, que deve começar a ser filmado nos próximos meses.

Os Irregulares de Baker Street

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

O grupo de jovens investigadores Os Irregulares de Baker Street mal chegaram à Netflix, desvendando mistérios para o Dr. Watson e seu misterioso parceiro Sherlock Holmes, e já se despediram do catálogo do streaming. Poucas semanas após sua estreia (muito bem recebida e com boa audiência, por sinal), a empresa cancelou a série com apenas uma temporada, sem esclarecer os motivos que levaram à decisão.

Grand Army

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

No fim de junho, a Netflix também resolveu não dar continuidade à original Grand Army, que morreu apenas com uma temporada disponibilizada no catálogo. Embora as justificativas não tenham sido esclarecidas, a série adolescente deixa uma boa recepção da crítica especializada, que acumulou um índice de 71% de aprovação no Rotten Tomatoes e 68 pontos no Metacritic, mas teve uma recepção morna por parte do público e caiu rapidamente no esquecimento nas redes sociais.

The Sinner

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

Produção da USA Network e distribuída pela Netflix, The Sinner é uma série para os fãs de investigações policiais que inicialmente foi pensada para ser uma minissérie, mas por conta do sucesso tanto do público quanto em premiações do setor, acabou se desdobrando em uma antologia. Apesar de ter sido cancelada por questões envolvendo a programação da emissora original, a série ganhará uma quarta temporada para ser encerrada apropriadamente.

Cursed

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

Após ficar um tempão na geladeira, a série épica e de fantasia da Netflix, Cursed, foi cancelada após apenas uma temporada para "liberar seu elenco e produção para outras oportunidades". A recepção do show na época não foi a melhor, estreando em julho de 2020 e trazendo uma história reinventada do Rei Arthur através do ponto de vista da jovem Nimue, interpretada por Katherine Langford, a Dama do Lago. A história é baseada na graphic novel de Frank Miller e Tom Wheeler, que também atuaram na adaptação como produtores executivos.

The Last Kingdom

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

The Last Kingdom também foi uma série cancelada pela Netflix que segue sem motivos claros para ser descontinuada. No entanto, ao contrário de Os Irregulares, a adaptação de Crônicas Saxônicas terá uma última temporada planejada pelos criadores e um final sem interrupções como as demais produções interrompidas pelo streaming. Embora a vontade dos showrunners era de levar a trama para muito além do quinto ano, cobrindo as histórias do nono e décimo livro, a última temporada (que será composta de dez episódios) permitirá o elenco e a equipe por trás do show se despedirem apropriadamente da ficção.

Feel Good

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

A segunda temporada de Feel Good chegou à Netflix em junho desse ano, mas mesmo antes da estreia acontecer os fãs já sabiam que a série havia sido cancelada pelo streaming. De acordo com a criadora Mae Martin, o co-roteirista Joe Hampson "tem muito princípios - acho que também é uma coisa muito britânica fazer séries curtas e depois ir embora", explicou numa entrevista. "É muito bom simplesmente deixar as coisas como estão e ir embora."

Grace e Frankie

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

O cancelamento de Grace e Frankie ocorreu de fato no ano passado, mas por conta da pandemia de covid-19, a série está estreando seus últimos episódios apenas neste ano. O motivo da interrupção da série não foi esclarecido, e aparentemente isso estava bem longe de ser um desejo do elenco, sobretudo de Jane Fonda e Lily Tomlin. De acordo com a revista digital Distractify, a razão do cancelamento poderia estar diretamente ligada à audiência do programa na plataforma de streaming.

Hit & Run

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

Após três anos em produção, a Netflix cancelou o thriller de ação original Hit & Run, que chegou ao streaming em agosto desse ano. O anúncio foi feito apenas um mês após a estreia do show na plataforma e não teve os motivos para o cancelamento revelados. A série possui apenas nove episódios e todos estão disponíveis no catálogo da Netflix.

O Método Kominsky

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

Com a última temporada estreada em maio, O Método Kominsky despediu-se da Netflix na terceira parte do show. No entanto, foi anunciado em julho de 2020 que essa seria a última temporada da série. Chuck Lorre explicou numa entrevista ao Gold Derby que não sabia se estava preparado para encerrar a produção, "mas depois de muitas discussões com a Netflix, eles concordaram que não tivemos a oportunidade de trazer aos personagens qualquer tipo de encerramento nas duas primeiras temporadas."

Perdidos no Espaço

(Imagem: Divulgação / Netflix)
(Imagem: Divulgação / Netflix)

A releitura moderna da série homônima dos anos 1965 e 1968 também foi cancelada pela Netflix, mas pelo menos ganhou uma temporada para se despedir dos fãs antes de ter a produção cortada pela raíz. O anúncio de que a série terminaria na terceira temporada foi feito em março de 2020, e de acordo com o produtor executivo Zack Estrin, Perdidos no Espaço sempre foi planejada para ter a trama dividida numa trilogia.

Apple TV+

Dickinson

(Imagem: Divulgação / Apple TV+)
(Imagem: Divulgação / Apple TV+)

A terceira temporada de Dickinson teve uma campanha promocional e tanta para sua estreia em novembro justamente por Emily Dickinson estar se despedindo dos fãs e do streaming com mais 10 episódios inéditos. A criadora Alena Smith chegou a revelar ao THR que sempre imaginou o show como uma história dividida por três temporadas que contaria a história da origem da maior poetisa dos Estados Unidos de uma maneira totalmente nova. "Em meus sonhos mais loucos, eu nunca poderia imaginar o quão rica e satisfatória seria a experiência de fazer esse show, e a incrível alegria que foi contar a história de Emily junto com Hailee e nosso brilhante e apaixonado elenco", declarou.

CBS

All Rise

(Imagem: Divulgação / CBS)
(Imagem: Divulgação / CBS)

All Rise é um drama jurídico da CBS que teve uma ótima recepção na primeira temporada, lançada em 2019. O cancelamento, porém, parecia perto de acontecer: a série enfrentou problemas nos bastidores desde o início, o que resultou na demissão do criador e ex-showrunner Greg Spottiswood, acusado de ter um comportamento tóxico e racista dentro do set. Embora atingindo bons números no ano de estreia, All Rise não aguentou a repercussão das notícias negativas e a audiência baixa na segunda temporada acabou justificando a interrupção do show.

Mom

(Imagem: Divulgação / CBS)
(Imagem: Divulgação / CBS)

Mom durou ao todo oito temporadas e, até então, estava tudo bem. Porém, em setembro de 2020, uma notícia pegou o público e a produção da série de surpresa: Anna Faris, que interpreta ninguém menos que a filha e protagonista, Christy, estava de saída do show. Não ficou claro o motivo do cancelamento, mas muito se suspeita por ter acontecido meses após o anúncio da atriz. A comédia é uma joia rara na história da televisão: além de trazer duas protagonistas femininas, foi a série do gênero de maior duração na história da emissora. A interrupção de Mom não deixou a história sem um final, no entanto, permitindo a produção finalizá-la e honrar os oito anos no ar.

NCIS: New Orleans

(Imagem: Divulgação / CBS)
(Imagem: Divulgação / CBS)

Uma das mais recentes séries derivadas da franquia NCIS será encerrada em sua sétima temporada. Trata-se de New Orleans, trama que gira em torno do escritório local que investiga casos criminais envolvendo militares na Big Easy, uma cidade conhecida por sua música, entretenimento e decadência. Os motivos do cancelamento não ficaram claros, mas, de acordo com o DEADLINE, os corroteiristas e produtores executivos Jan Nash e Christopher Silber estão atualmente trabalhando em mais um spin-off da franquia, intitulado NCIS: Hawaii.

MacGyver

(Imagem: Divulgação / CBS)
(Imagem: Divulgação / CBS)

O reboot da série dos anos 1980 MacGyver chegou ao seu final na quinta temporada. A série distribuída pela CBS teve o cancelamento anunciado no início de abril, com a emissora garantindo que o episódio que foi ao ar no último dia 30 de abril seria a finale. Em comunicado, a rede fechada de TV estadunidense agradeceu ao trabalho dos atores da série, sobretudo o de Lucas Till, a showrunner Monica Macer, os roteiristas e toda a equipe por trás da produção. O motivo para descontinuar o show, no entanto, não foi revelado.

The Twilight Zone

(Imagem: Divulgação / CBS)
(Imagem: Divulgação / CBS)

A antológica The Twilight Zone, versão que estreou em 2019, é totalmente reimaginada pelo cineasta premiado Jordan Peele e conta com duas temporadas disponibilizadas no Brasil por meio do catálogo do Amazon Prime Video — mas que ficarão restritas a apenas isso. A série foi cancelada pela ViacomCBS, empresa que detém os serviços de streaming CBS All Access e Paramount+. De acordo com o The Hollywood Reporter, a decisão de descontinuar o programa foi do próprio Jordan Peele e do produtor executivo Simon Kinberg, que já planejavam sair da produção antes mesmo de a série migrar para o streaming da Paramount.

ABC

For Life

(Imagem: Divulgação / ABC)
(Imagem: Divulgação / ABC)

For Life teve a segunda temporada disponibilizada no catálogo do Paramount+ em maio, mas o cancelamento da série foi feito pela própria emissora original, a ABC, e considerado uma verdadeira reviravolta após a enorme audiência na rede de televisão estrangeira. "Para aqueles que estão desapontados, há esperança", tuitou o astro da série, Nicholas Pinnock, após receber a notícia; a mensagem refere-se à possibilidade de a produção ser vendida para outro canal fechado e a história resgatada, sendo desenvolvida sob um novo selo. A Sony Pictures TV, que atua como produtora junto à ABC Signature, estaria cogitando vender os direitos de distribuição de For Life para o streaming Hulu.

Call Your Mother

(Imagem: Divulgação / ABC)
(Imagem: Divulgação / ABC)

Nem toda sitcom encontra sua audiência e acaba tendo uma vida curta diante de outras séries de sucesso do gênero. É o caso de Call Your Mother, mais um título original da ABC que foi interrompido com apenas uma temporada. O anúncio do cancelamento foi feito pela protagonista Kyra Sedgwick nas redes sociais, se lamentando da situação. Há informações que a pandemia da COVID-19 teria incentivado a decisão por ter provocado atrasos nas filmagens, mas nada foi de fato esclarecido.

Mixed-ish

(Imagem: Divulgação / ABC)
(Imagem: Divulgação / ABC)

Black-ish é um verdadeiro sucesso de audiência e de crítica, tanto é que a sitcom está indo para sua sexta temporada pela ABC. Já seu spin-off Mixed-ish, infelizmente, não teve a mesma sorte. O cancelamento segue a onda de cortes de 2021 do canal, e infelizmente a série acaba sem desfecho e com apenas duas temporadas disponibilizadas. Mixed-ish é centrada na infância de Bow (que tem 12 anos) e se passa nos anos 1980, acompanhando os pais da jovem e mostrando a realidade da família mestiça no meio de uma comunidade hippie nos subúrbios dos Estados Unidos. Essa é a segunda produção derivada de Black-ish, depois de Grown-ish.

Black-ish

(Imagem: Divulgação / ABC)
(Imagem: Divulgação / ABC)

E foi uma questão de meses para o cancelamento de Black-ish juntar-se ao de Mixed-ish. Após oito temporadas de sucesso tanto entre a audiência quanto à crítica especializada, a sitcom da ABC também está prestes a se despedir dos fãs e da grade de programação da emissora. O roteirista Kenya Barris anunciou o cancelamento numa publicação para os fãs em seu Instagram, em que declarou "Nos dias de hoje, é raro decidir quando seu programa deve terminar, e somos gratos junto com a ABC por sermos capazes de fazer esta temporada final exatamente o que esperávamos."

Rebel

(Imagem: Divulgação / ABC)
(Imagem: Divulgação / ABC)

Acabou cedo demais: Rebel, a novata da ABC, foi cancelada pela emissora após apenas cinco episódios serem exibidos pelo canal fechado. De acordo com o DEADLINE, a decisão foi "claramente difícil" porque a série é obra da showrunner de sucesso da rede, Krista Vernoff, nome por trás de Grey’s Anatomy e Station 19, que foram renovadas em abril. A produção acompanha Annie “Rebel” Bello, uma defensora jurídica operária sem graduação, mas que se preocupa desesperadamente com as causas pelas quais luta e as pessoas que ama.

Last Man Standing

(Imagem: Divulgação / ABC)
(Imagem: Divulgação / ABC)

Se Tim Allen está triste, então todos nós estamos: a sitcom Last Man Standing, que durou ao todo nove temporadas (exibidas tanto no canal ABC quanto pela FOX), chegou ao fim. A comédia familiar está no ar desde 2011 e terá seu último episódio exibido no dia 20 de maio. Não ficou claro qual motivo levou ao cancelamento, mas Allen declarou ao DEADLINE que "para ser muito honesto, tive problemas para deixar essa [série] aqui. Faz apenas três ou quatro semanas e estou começando a me sentir melhor só agora. [...] Amei cada segundo dessa experiência."

American Housewife

(Imagem: Divulgação / ABC)
(Imagem: Divulgação / ABC)

A ABC também optou por descontinuar a série de comédia American Housewife, cancelando a trama após cinco temporadas. O show chegou a ter uma das maiores audiências da emissora, o que gerou reviravoltas com a notícia, dada no mesmo dia que o cancelamento de For Life, Rebel, Call Your Mother e Mixed-ish foi anunciado. Com pouco mais de 100 episódios, a comédia passou por algumas mudanças de elenco e poucos problemas nos bastidores, mas nada que justificasse o cancelamento repentino, que permanece sem justificativas.

TNT

Claws

(Imagem: Divulgação / TNT)
(Imagem: Divulgação / TNT)

Em 2019, Claws era uma das maiores séries de sucesso com o selo original na TNT. No entanto, após ser renovada para sua quarta temporada, a emissora também anunciou que esta seria também a sua última. Os novos episódios chegarão ao canal em 26 de dezembro desse ano e a produção já se prepara para se despedir dos fãs, apesar de não ter tido seu motivo de cancelamento revelado.

Freeform

The Bold Type

(Imagem: Divulgação / Freeform)
(Imagem: Divulgação / Freeform)

Queridinha dos fãs após estrear suas quatro temporadas na Netflix, The Bold Type é uma série da Freeform que acompanha a rotina de quatro amigas numa redação de uma revista feminina. Apesar de ter conquistado diversos assinantes do streaming, o final já estava preparado para o show: após um declínio de 32% na audiência da emissora, o canal decidiu encerrar a série com menos episódios do que o usual em sua última temporada que devem chegar em breve na Netflix Brasil.

Everything’s Gonna Be Okay

(Imagem: Divulgação / Freeform)
(Imagem: Divulgação / Freeform)

Após duas temporadas, a simpática Everything’s Gonna Be Okay também entrou na roda de cancelamentos da Freeform. A segunda temporada foi ao ar em junho pelo canal estrangeiro, com dez episódios ao todo e agora não retornará para novas aventuras. Apesar do motivo não ter sido revelado, o ator Josh Thomas (de Please Like Me) foi às redes sociais para deixar um recado aos fãs. “A Freeform tem sido um sonho de se trabalhar - tão legal, aberto e sinceramente progressivo”, escreveu. “Estou muito grato por termos uma plataforma para fazer este show. Eu os amo e eles gostam muito de mim, espero que tenhamos outra chance de trabalharmos juntos."

FOX

The Moodys

(Imagem: Divulgação / FOX)
(Imagem: Divulgação / FOX)

The Moodys é uma sitcom familiar que chegou bem na época de Natal, mas apesar de ter episódios curtinhos, não teve a audiência necessária para atrair um grande público. Já era uma surpresa a série ter sido renovada para a segunda temporada (que estreou em meados de 2021), mas após a exibição de cinco episódios, foi retirada do ar da FOX pelo declínio na audiência da emissora.

Pose

(Imagem: Divulgação / FOX)
(Imagem: Divulgação / FOX)

Uma das melhores produções de Ryan Murphy prepara-se para dizer adeus aos fãs para sempre: Pose, que é ambientada na Nova York do final da década de 1980 e acompanha Blanca, uma mulher que abriga jovens LGBT que foram expulsos de suas casas. A decisão veio do canal FX, emissora original da série, mas embora a notícia seja triste para o público, a produção ainda contará com a terceira temporada, planejada para ser sua última. "A história de Pose pode terminar em 1996, mas seu impacto vai durar para sempre", declarou Ryan Murphy sobre o cancelamento.

Prodigal Son

(Imagem: Divulgação / FOX)
(Imagem: Divulgação / FOX)

Além de Pose, a FOX também anunciou o cancelamento da aclamada Prodigal Son, que no Brasil é distribuída pelo Globoplay. A série não contará com novos episódios após o encerramento da segunda temporada, que está sendo exibida normalmente no exterior. O motivo da interrupção da série teria sido a queda na audiência a partir dos episódios da nova temporada, tendo uma média de pouco mais de 2 milhões de espectadores semanais. "Estou, como vocês podem imaginar, com o coração partido por não podermos continuar contando essa história", tuitou a atriz Bellamy Young após a notícia.

FX

Better Things

(Imagem: Divulgação / FX)
(Imagem: Divulgação / FX)

Better Things não era tão conhecida até chegar ao Brasil pelo Star+, porém fazia um enorme sucesso lá fora. A série foi cancelada em outubro desse ano pelo canal FX, que também garantiu que a produção ganharia sua quinta e última temporada para despedir-se dos fãs. Embora não tenha sido revelado o que motivou a emissora a interromper a produção, a atriz e produtora premiada Pamela Adlon revelou em um comunicado que "será eternamente grata à FX por permitir contar histórias da maneira como vejo o mundo e quero que o mundo seja visto". A última temporada será exibida em 2022.

PBS

Arthur

(Imagem: Divulgação / PBS)
(Imagem: Divulgação / PBS)

Desenho que marcou a infância de várias gerações, Arthur também teve sua produção interrompida pela PBS. Após 25 temporadas no ar desde 1996, os últimos episódios da longa série infantil irão ao ar em 2022 pela emissora. O motivo do cancelamento, no entanto, não foi revelado.

NBC

Punky, A Levada da Breca

(Imagem: Divulgação / NBC)
(Imagem: Divulgação / NBC)

Apesar de ser repleta de boas intenções, parece que o sucesso de Punky Brewster permanece nos anos 1980 mesmo. O revival do show foi cancelado em agosto desse ano e permanece com apenas uma temporada, tornando-se o primeiro título original a ser cancelado pela Peacock. "Foi uma luz brilhante para tantos telespectadores e estamos eternamente gratos ao Universal Studio Group, aos produtores, ao elenco e à equipe e especialmente a Soleil Moon Frye por reacender o poder Punky dentro de todos", declarou Lisa Katz, chefe de produções roteirizadas da NBCUniversal Television e Streaming.

Zoey e a sua Fantástica Playlist

(Imagem: Divulgação / NBC)
(Imagem: Divulgação / NBC)

A rede americana NBC resolveu colocar um ponto final em A Fantástica Playlist de Zoey após duas temporadas da comédia musical. O serviço de streaming da emissora, Peacock, estava em negociações para comprar a série para uma temporada final com oito episódios, mas as conversas foram interrompidas no início de junho e a confirmação do cancelamento chegou logo depois. A atriz Jane Levy, que dá vida à protagonista, chegou a lamentar a decisão em uma entrevista à Vanity Fair recentemente: "Quando vejo a programação da NBC é como: 'Ok, temos muitos programas sobre crime e armas', [mas] nosso show é sobre amor. É uma pena tirar isso do ar. Eu sinto que é o movimento errado.”

Good Girls

(Imagem: Divulgação / NBC)
(Imagem: Divulgação / NBC)

A comédia policial Good Girls, que alcançou diversos fãs por estar presente no catálogo brasileiro da Netflix, também teve a produção interrompida após quatro temporadas. De acordo com o TV Line, a NBC e a Universal Television esperavam trazer o programa de volta para uma quinta e última temporada com menos episódios que o usual para encerrar a história, mas o cancelamento veio justamente por questões orçamentais. Ainda há chances de o título encontrar uma nova casa, como a própria Netflix, mas não há informações concretas que confirmem essas negociações.

Debris

(Imagem: Divulgação / NBC)
(Imagem: Divulgação / NBC)

A ficção científica Debris mal viu a luz do sol e já foi cancelada: a NBC optou por não dar continuidade à série estrelada por Jonathan Tucker e Riann Steele após não apresentar bons índices de audiência, o que fez a emissora colocar o título na roda de cancelamentos do último mês. A decisão, no entanto, chocou a produção, que lamenta a história ter sido interrompida tão cedo e não poder dar um desfecho adequado aos mistérios abordados ao longo da trama. “Quando apresentei o conceito do programa, eu tinha uma ideia muito clara de como iria contar a história e aonde ela chegaria", declarou o criador da série, J.H. Wyman, ao Collider.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos