'Todos os cachorros do presidente': conheça Champ, Major e outros cães (e gatos) da Casa Branca

·5 minuto de leitura
Champ, um pastor alemão idoso, e Jill Biden
A família Biden tem Champ desde 2008

Ao se mudar para a Casa Branca, o presidente Joe Biden levou seus dois cachorros, Champ e Major, retomando uma longa tradição de ter animais de estimação na residência oficial do presidente dos Estados Unidos.

Seu predecessor, Donald Trump, foi o primeiro presidente dos EUA em mais de 100 anos a não ter um animal de estimação.

Os dois pastores alemães de Biden juntaram-se ao presidente e à primeira-dama no fim de semana e pareciam em casa no gramado da Casa Branca. A dupla foi fotografada por lá no domingo, alguns dias depois que seus tutores se mudaram.

Os cães têm uma grande base de fãs nas redes sociais, com dezenas de milhares de seguidores no Twitter.

"Champ está desfrutando de sua nova cama de cachorro perto da lareira e Major adora correr no gramado sul", disse um comunicado da Casa Branca.

Conheça Champ e Major e os outros bichos de estimação que já passaram pela Casa Branca.

Major, um jovem pastor alemão, no gramado da Casa Branca
Major foi adotado em uma ONG que cuida de animais abandonados

Champ e Major

Biden ganhou Champ (abreviação para campeão, em inglês) ainda filhote, após ser eleito vice-presidente em 2008.

Sua esposa, Jill, havia prometido dar a ele um animal de estimação depois das eleições.

O nome, escolhido pelos netos de Biden, tem um significado sentimental.

Em discursos de campanha para a eleição de 2008, ele lembrou que seu pai lhe dizia: "Sempre que você cair, campeão, levante-se!"

Já Major, que também é pastor alemão, foi adotado em 2018 de uma ONG de resgate do Estado onde Biden morava, a Delaware Humane Association.

Bo e Sunny

Os dois cães da família Obama, Bo e Sunny, eram de uma raça rara chamada Cão d'Água Português.

O então candidato a presidente Barack Obama prometeu um cachorro às filhas depois da campanha de 2008, quer ele ganhasse ou perdesse.

O pequeno Bo, que tem o peito e as patas dianteiras brancas, foi dado às meninas pelo senador Ted Kennedy em 2009, quando a família Obama se mudou para a Casa Branca.

Sunny e Bo, dois cachorros de pele enrolado, pretos
Bo (à dir.) e Sunny (à esq) são de uma raça rara

Já Sunny, toda preta, foi incorporada pela família em agosto de 2013.

Os dois cachorros se tornaram muito populares, até ajudando nas obrigações oficiais.

"Todo mundo quer vê-los e tirar fotos", disse Michelle Obama, quando ainda era primeira-dama. "Recebo um relatório no início do mês com um pedido de suas agendas e tenho que aprovar suas aparições."

Buddy e Socks

Bill Clinton teve um gato e um cachorro durante seu tempo na Presidência.

O labrador chocolate, Buddy, e o gato, Socks, brigavam com frequência, o que fez o jornal The New York Times publicar um artigo em tom de brincadeira que chamava Socks de nêmesis de Buddy.

Presidente Bill Clinton é lambido pelo cachorro da família em 1999
Bill Clinton era muito apegado ao cachorro Buddy

Clinton disse a repórteres em 2000 que Buddy às vezes dormia ao lado dele quando sua mulher, Hillary, estava fora.

"Ele é meu amigo de verdade", afirmou.

Hillary Clinton até escreveu um livro sobre os dois animais de estimação, chamado Dear Socks, Dear Buddy (Querido Socks, Querido Buddy), que inclui cartas de crianças e detalhes sobre sua "rivalidade" e seus hábitos.

O gato Socks, um frajola, e o labrador chocolate Buddy em uma sala da Casa Branca
Socks e Buddy eram os animais de estimação da família Clinton

Beazley e Barney

Entre seus diversos animais de estimação, o agora ex-presidente George W. Bush Jr. tinha dois Scottish Terriers chamados Miss Beazley e Barney, que estavam sempre próximos à ele e à primeira dama.

George e Laura Bush com seus cachorros no colo
George W. Bush tinha diversos animais de estimação

Os cachorros apareceram em vídeos divulgados pela Casa Branca e Bush dizia que Miss Beazley era uma "fonte de alegria" e que Barney compartilha com ele o amor pela vida ao ar livre.

Yuki

O cachorro favorito do presidente Lyndon B. Johnson era um cãozinho adotado chamado Yuki.

A filha de Johnson, Luci, encontrou Yuki em um posto de gasolina em seu Estado natal, o Texas, no Dia de Ação de Graças em 1966, de acordo com o site do Presidential Pet Museum, que compila informações sobre os animais de estimação da Casa Branca.

O presidente Lyndon Johnson e Yuki
Yuki foi dado de presidente ao presidente Lyndon Johnson por sua filha

Luci deu o cachorro a Johnson como presente de aniversário no ano seguinte.

A dupla fazia de tudo junto, desde natação até reuniões de gabinete.

"Eles compartilhavam um vínculo muito significativo que representava o espírito americano: somente na América um menino pobre do interior poderia acabar na Casa Branca", disse o neto do ex-presidente certa vez.

Fala

Entre os cães mais famosos da Casa Branca está o amado cachorrinho de Franklin D Roosevelt, um scottish terrier chamado Fala.

Fala foi dado a Roosevelt por seu primo em 1940. O nome completo do cachorro era Murray, o Fora da Lei de Falahill, em homenagem a um ancestral escocês

Fala roía um osso todas as manhãs, que era trazido na mesma bandeja de café da manhã do presidente. Também tinha uma "secretária" só sua, que respondia as cartas de fãs, de acordo com a Biblioteca e Museu Presidencial Franklin D Roosevelt.

O presidente mandou fazer o bolo da foto abaixo especialmente para o aniversário de Fala.

White House terrier Fala, 4, licks his chops as he stands over his birthday cake on April 7, 1944.
Fala em sua festa de aniversário de 4 anos

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!