'Todos os partidos têm problema e eu não consegui criar o meu', diz Bolsonaro, confirmando última reunião com PL

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que está "quase certo" com o PL e que terá uma última conversa para definir sua filiação ao partido. Antecipando-se a eventuais críticas, Bolsonaro afirmou que "todos partidos têm problemas" e que não conseguiu criar sua própria legenda, a Aliança pelo Brasil.

— Devo decidir essa semana. Devo decidir. Tenho que ter um partido. Vão me criticar: “Ah, esse partido”. Todos partidos têm problemas. Eu não consegui fazer o meu. A burocracia cresceu muito e foi impossível ter um partido — disse o presidente, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada.

Bolsonaro afirmou que o partido não será "seu" porque fez um "acordo" com "outra pessoa lá". O presidente do PL é o ex-deputado Valdemar da Costa Neto, condenado no escândalo do mensalão.

— Está quase certo, quase certo com o PL, tem mais uma conversa para acertar, um estado ou outro. Para a gente partir para as eleições. Vamos priorizar, da minha parte, o Senado. Não queiram tudo, porque o partido não é meu. Tem uma outra pessoa lá que fez o acordo comigo e nós temos que alinhar os nossos objetivos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos