Toffoli diz que atos antidemocráticos e fake news tiveram financiamento internacional

O GLOBO
·1 minuto de leitura

RIO - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, afirmou, na noite deste domingo, que os inquéritos sobre os atos antidemocráticos e das fake news identificaram financiamento internacional para fomentar às instituições democráticas nas redes sociais, sobretudo o STF e o Congresso Nacional. A afirmação foi feita durante entrevista ao Canal Livre, da Rede Bandeirantes.

As novas informações referentes às investigações foram levantadas após quebras de sigilo bancário feitas a pedido do ministro Alexandre de Moraes, relator dos dois inquéritos na Corte. O financiamento de grupos associados aos ataques segue em apuração mais detalhada no STF, que Toffoli avaliou como “gravíssimas”, sobretudo em relação à história brasileira, marcada por operações similares:

- A história do Brasil mostrou a que isso levou no passado. Financiamentos a grupos radicais, seja de extrema direita, seja de extrema esquerda, para criar o caos e desestabilizar a democracia em nosso país - relembra o ministro.