Tom Brady conquista seu sétimo Super Bowl com vitória dos Buccaneers sobre os Chiefs

·6 minuto de leitura

O Tampa Bay Buccaneers derrotou o atual campeão Kansas City Chiefs no 55º Super Bowl neste domingo por 31-9 com uma grande exibição de Tom Brady, que conquistou seu sétimo título na liga profissional de futebol americano (NFL).

Aos 43 anos, o 'quarterback' aumentou ainda mais sua lenda ao vencer o duelo de gerações contra aquele que é considerado seu sucessor, Patrick Mahomes, que lutava para conquistar seu segundo Super Bowl consecutivo com o Kansas City.

Brady comandou o ataque dos Buccaneers com 201 jardas e três passes para touchdown contra os favoritos Chiefs, tornando o Tampa o primeiro time da história a vencer o Super Bowl em seu próprio estádio, em uma temporada tumultuada devido à pandemia de covid-19.

"Estou muito orgulhoso de todos esses caras", disse Brady, eleito o jogador mais valioso do Super Bowl (MVP) pela quinta vez.

"Tudo com que lidamos durante todo o ano... mas a equipe teve muita confiança, ficamos juntos na hora certa", acrescentou Brady, que confirmou que planeja estender sua carreira na próxima temporada. "Estamos voltando. Você sabe disso", afirmou Brady.

O quarterback californiano escreveu assim uma das páginas mais brilhantes do esporte ao alcançar seu sétimo triunfo no Super Bowl, uma marca que nenhum outro jogador ou nenhuma das 32 franquias da NFL atingiu na história.

Os dois times mais bem sucedidos na NFL, com seis títulos, são o Pittsburgh Steelers e o New England Patriots, franquia que Brady liderou por duas décadas até sua saída, há um ano, para o Tampa Bay Buccaneers.

Poucos esperavam que Brady, o jogador mais velho a ganhar um Super Bowl, chegasse ao seu décimo jogo de Super Bowl com o modesto time da Flórida, que tinha apenas um título (2002) e não chegava aos playoffs havia 13 anos.

Mas Brady rapidamente se entrosou com seus novos companheiros de equipe e tirou seu ex-parceiro dos Patriots, Rob Gronkowski, da aposentadoria, a quem deu dois passes para touchdown neste domingo.

A aposta de Brady foi confirmada como vencedora no Super Bowl contra os poderosos Chiefs e seu quarterback Patrick Mahomes, neutralizado pela defesa dos Buccaneers na noite em que ele esperava erguer seu segundo título com apenas 25 anos de idade.

- Mahomes para na defesa dos 'Bucs' -

Os Chiefs foram os primeiros a abrir o placar com um field goal de 49 jardas de Harrison Butkerde.

O Tampa Bay Buccaneers começou a entrar no jogo no ataque seguinte, com Brady se apoiando em running backs como Antonio Brown e ativando sua eterna conexão com Rob Gronkowski.

Em frente à linha de gol, Brady enganou a defesa do Chiefs auxiliando a corrida do 'tight end', que marcou o touchdown com o qual o Tampa encerrou o primeiro quarto com 7-3 de vantagem.

Com os Chiefs incapazes de reagir, Brady encontrou Gronkowski novamente em outro passe para touchdown de 17 jardas.

No banco, Brady comemorou as ações com seu grande parceiro por nove temporadas pelos Patriots. A icônica dupla somou sua quinta combinação de touchdown em um Super Bowl, batendo o recorde anterior estabelecido por Joe Montana e Jerry Rice.

Faltando apenas seis segundos para o intervalo, e após a sexta falta dos Chiefs, o Tampa atacou novamente com o terceiro touchdown de Brady, desta vez para Antonio Brown, que os colocou à frente antes do intervalo com um contundente 21-6.

Os Chiefs voltaram a precisar de uma virada épica como a que fizeram no Super Bowl de 2020 contra o San Francisco 49ers, quando reverteram um 20-10 no quarto quarto para vencer por 31-20.

Desta vez, entretanto, a inspiração de Mahomes falhou nos momentos decisivos, nos quais ele construiu sua reputação como futuro astro da NFL.

Os Chiefs conseguiram um 'field goal' rápido, mas os Buccaneers não permitiram que avançassem e respondeu rapidamente com outro touchdown do 'running back' Leonard Fournette.

Mahomes tirou da cartola vários passes impossíveis que os Chiefs não conseguiram concretizar, em uma noite para ser esquecida por outras figuras como Travis Kelce e Tyreek Hill.

Antes do júbilo dos 25.000 torcedores que foram autorizados a entrar no Raymond James Stadium, o Kansas City Chiefs não foi capaz sequer de diminuir a desvantagem e encerrou uma final de pesadelo sem conseguir um único touchdown, com uma última interceptação na 'end zone' de Devin White contra Mahomes.

- Música, poesia e homenagens -

Nas tão aguardadas atrações do Super Bowl, o cantor pop The Weeknd sucedeu Jennifer Lopez e Shakira (que se apresentaram em 2020) e lançou seus maiores sucessos no show durante o intervalo.

Com limitações logísticas devido a medidas de prevenção - o público não teve permissão de descer ao campo dessa vez - o canadense apareceu em um palco localizado nas arquibancadas e abriu a apresentação com "Starboy" em frente a um cenário com uma silhueta urbana iluminada com luzes de néon.

O mini-concerto de 12 minutos foi encerrado com o cantor na grama rodeado por dezenas de dançarinos vestidos como ele - calça preta e camisa e jaqueta vermelha - com as cabeças completamente enfaixadas, enquanto cantava "Blinding Lights" em meio aos fogos de artifício no estádio.

O Super Bowl também homenageou os protagonistas da luta contra o coronavírus nos Estados Unidos, país com mais mortes (463 mil) e infecções (26 milhões) em números absolutos por conta da pandemia.

Cerca de 7.500 ingressos foram reservados para profissionais de saúde já vacinados em sinal de agradecimento ao trabalho realizado no combate ao coronavírus, que teve a Flórida como um dos principais focos do país.

A americana Amanda Gorman, a jovem poetisa que impressionou na posse do presidente Joe Biden, também prestou homenagem aos heróis silenciosos da pandemia no primeiro poema lido na história do evento.

-- Os últimos dez vencedores da final da liga profissional de futebol americano (National Football League, NFL):

2021: Tampa Bay Buccaneers

2020: Kansas City Chiefs

2019: New England Patriots

2018: Philadelphia Eagles

2017: New England Patriots

2016: Denver Broncos

2015: New England Patriots

2014: Seattle Seahawks

2013: Baltimore Ravens

2012: New York Giants

-- Equipes com mais títulos da historia:

6. Pittsburgh Steelers

. New England Patriots

5. San Francico 49ers

. Dallas Cowboys

4. Green Bay Packers

. New York Giants

3. Oakland Raiders

. Washington Football Team

. Denver Broncos

2. Tampa Bay Buccaneers

. Kansas City Chiefs

. Baltimore Ravens

. Indianapolis Colts

. Miami Dolphins

-- Jogadores com mais títulos da história:

7. Tom Brady (2002, 2003, 2005, 2015, 2017, 2019, 2021)

5. Charles Haley (1989, 1990, 1993, 1994, 1996)

4. Joe Montana (1982, 1985, 1989, 1990)

. Adam Vinatieri (2002, 2003, 2005, 2007)

. Jesse Sapolu (1985, 1989, 1990, 1995)

. Matt Millen (1981, 1984, 1989, 1991)

. Mike Wilson (1982, 1985, 1989, 1990)

...

gbv/ma/aam