'Tomara que muita gente vote', diz Kast

·1 min de leitura
Candidato à presidência do Chile José Antonio Kast vota em seção eleitoral em Paine, em 21 de novembro de 2021 (AFP/Carlos PADILLA)

O candidato de extrema direita José Antonio Kast, de 55 anos, disse esperar, neste domingo (21), que "muita gente" vá votar na eleição presidencial do Chile.

"O principal (é que) muita gente pode comparecer para votar e que cada um possa se pronunciar em liberdade", declarou o candidato, depois de emitir seu voto na cidade de Paine, 37 quilômetros ao sul de Santiago.

Kast é um dos sete candidatos que disputam a sucessão do atual presidente, o conservador Sebastián Piñera.

O candidato representa o Partido Republicano e defende o modelo econômico neoliberal imposto durante a ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990), em busca de um Estado enxuto que priorize o investimento privado.

Também defende a figura do ditador, a família tradicional e os valores conservadores, assim como rejeita em seu programa o casamento igualitário, o aborto, independentemente da justificativa, e as agendas feministas.

Segundo as questionadas pesquisas no Chile, sua candidatura é uma das favoritas para passar para o segundo turno, junto com a do jovem deputado de 35 anos Gabriel Boric. Por lei, as sondagens ficam proibidas de serem divulgadas 15 dias antes da votação.

apg/pb/lda/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos